O Repositório Attena no Combate à Covid-19
PDF/A
HTML
XML

Palavras-chave

repositório institucional; coleção digital; disseminação da informação. UFPE ; Covid-19

Como Citar

FREITAS, E. C. de; LIMA, F. R. de .; MENEZES, P. R. A. de . O Repositório Attena no Combate à Covid-19. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 9, n. número especial, p. 1–11, 2022. DOI: 10.24208/rebecin.v9.348. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/348. Acesso em: 27 set. 2022.

Resumo

O presente artigo descreve o processo de planejamento e implementação das Subcomunidades "Memória Institucional Covid-19” e “Produção Científica Covid-19” no Attena, o Repositório Institucional da Universidade Federal de Pernambuco, durante o desenvolvimento do Projeto "Attena no combate à Covid-19”, que visa reunir os resultados dos projetos de pesquisas, além de materiais de cunho não científico relacionados a COVID-19 no Repositório da Instituição. A pesquisa também relata o processo de mapeamento, análise, seleção, catalogação e inserção de objetos digitais pela Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde, da Universidade Federal de Pernambuco, nas Subcomunidades. Para tanto, este estudo possui um viés metodológico de caráter exploratório e utilizou como procedimento de coleta de dados as atas de reuniões, relatórios do projeto e planilha de mapeamento das publicações disponibilizada pela Centro de Ciências da Saúde. No período de maio a dezembro de 2020, a biblioteca setorial do Centro de Ciências da Saúde selecionou, preliminarmente, 56 notícias sobre publicações envolvendo a Covid-19, destas, 13 publicações cumpriram os critérios de seleção estipulados pelo Projeto, 8 publicações, os autores enviaram o termo de autorização de depósito assinado e o material foi disponibilizado no Repositório da Instituição. A criação de tais coleções proporcionou aos pesquisadores da instituição o aumento do alcance e visibilidade das produções científicas sobre a Covid-19, visto que o Attena tem cumprido os protocolos técnicos internacionais de indexação, permitindo que os seus conteúdos em redes de repositórios e buscadores internacionais sejam representados.

 

https://doi.org/10.24208/rebecin.v9.348
PDF/A
HTML
XML

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, O. F. Mediação da informação, sociedade e biblioteca pública. INFOhome, Marília, set. 2016. Disponível em: http://ofaj.com.br/espacoofajs_conteudo.php?cod=9. Acesso em 08 jun. 2021

ALMEIDA JÚNIOR, O. F. Mediação da informação: um conceito atualizado. In: BORTOLIN, S.; SANTOS

NETO, J. A.; SILVA, R. J. (org.). Mediação oral da informação e da leitura. Londrina: ABECIN, 2015. P. 9-32.

LEITE, F. C. L. Como gerenciar e ampliar a visibilidade da informação científica brasileira. Brasília: Ibict, 2009. Disponível em: https://livroaberto.ibict.br/bitstream/1/775/4/Como%20gerenciar%20e%20ampliar%20a%20visibilidade%20da%20informa%C3%A7%C3%A3o%20cient%C3%ADfica%20brasileira.pdf. Acesso em: 6 jun. 2021.

LYNCH, C. A. Institutional Repositories: Essential Infrastructure for Scholarship in the Digital Age. ARL Bimonthly Report 226, February, 2003. p. 1-7. Disponível em: https://muse.jhu.edu/article/42865/pdf . Acesso em: 07 jun. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório "Attena no combate a Covid-19". Recife, 2020. 19p.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde. Mapeamento de projetos - COVID-19 - CCS. Recife, 2020. Planilha eletrônica.

VERGUEIRO, W. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010. 120 p.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 ELAINE FREITAS