Interações Tecnológicas e Estratégias Ensino em Tempos de Pandemia de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24208/rebecin.v9.314

Palavras-chave:

Biblioteconomia – ensino; Acessibilidade; Inclusão social; Tecnologia Assistiva; Ensino Remoto Emergencial

Resumo

Apresenta o processo de materialização do trabalho docente, a partir de suas práticas e o uso de tecnologias bem como didáticas adotadas em sala de aula do Curso de Graduação em Biblioteconomia da UFMA. Explora o modelo Ensino Remoto Emergencial - ERE que disciplina a continuidade e funcionamento do ensino superior brasileiro durante a pandemia de Covid-19. Oferece um exercício reflexivo, trazendo como objetivo geral conhecer e compreender os efeitos das interações remotas no processo de ensino e aprendizagem, e sobretudo nas práticas ordinárias da sala de aula. Estabelece como objetivos específicos: a) mapear a concepção dos professores do Curso de Biblioteconomia da UFMA sobre o Ensino Remoto Emergencial; b) identificar os sistemas, equipamentos, conectividade e ferramentas utilizadas para explorar conteúdos e atividades nas aulas remotas; c) elencar os desafios e oportunidades encontrados oportunamente na modalidade ERE pelos professores com o ERE. Trata-se de pesquisa descritiva de cunho qualitativo, utilizando a plataforma Google Forms, como instrumento de coleta de dados A partir da colaboração dos respondentes, sem uma ênfase determinante, conclui que a ambiência tecnológica disponível de forma incipiente produz insatisfação e dificuldades no processo ensino aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Maria Pinto de Abreu Pecegueiro, Universidade Federal do Maranhão

Doutora em Ciência da Educação pela Universidade Autônoma de Assunção (2011), Diploma revalidado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 12/07/2016. Mestre em Ciências da Informação pela Universidade de Brasília (2001), Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Maranhão (1988). Com publicações de livros, capítulos de livros, artigos em periódicos especializados e trabalhos em anais de congressos. Professora adjunto 4 da Universidade Federal do Maranhão, atuando no Departamento de Biblioteconomia. Consultora ad hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão - FAPEMA. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Digitais na Educação, Membro do Núcleo de Pesquisa Interdisciplinar em Leitura, Comunicação e Desing de Hipermídia, Coordenadora do Projeto de Extensão Formação de Discente Pesquisador, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação científica, produção científica, tecnologias educacionais e leitura digital.

Referências

BACICH, L.; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (org.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015. 270 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Gabinete do Ministro. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Diário Oficial da União, Brasília, DF, seção 1, p. 39. Disponível em:

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376. Acesso em: 10 out. 2021.

BRASIL. RESOLUÇÃO N° 2.078-CONSEPE, 17 de julho de 2020. Regulamenta o Ensino Emergencial Remoto e/ou Híbrido na UFMA durante o período de pandemia do novo Coronavírus (SARS-COV-2/COVID-19). UFMA: São Luís, 2020. Disponível em:

http://www.ufma.br/portalUFMA/arquivo/0Y4SKln1B1KZXFS.pdf. Acesso em: 15 out. 2021.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 10. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2020.

MORAN, J. M. As múltiplas formas de aprender. Atividades & Experiências. jul. 2005. p. 11-13. Disponível em:

http://ucbweb.castelobranco.br/webcaf/arquivos/23855/6910/. Acesso em: 10 out. 2021.

NÓBREGA-THERRIEN, S. M.; MENEZES, E. A. de O.; THERRIEN, J. A reflexividade como busca de sentidos e significados: contribuição na formação dos saberes docentes. Educação em Foco, v. 18 n. 25, p. 171-199, 2015.

RODRIGUES, J. M. C.; SANTOS, P. M. G. dos. (Orgs.). Reflexões e desafios das novas práticas docentes em tempos de pandemia. João Pessoa: Editora do CCTA, 2020.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

Publicado

20-06-2022

Como Citar

PECEGUEIRO, C. M. P. de A.; MARINHO, R. Interações Tecnológicas e Estratégias Ensino em Tempos de Pandemia de Covid-19. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Paulo, v. 9, n. número especial, p. 1–15, 2022. DOI: 10.24208/rebecin.v9.314. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/314. Acesso em: 12 jun. 2024.