Igualdade de gênero e projetos desenvolvidos em colégios estaduais: um relato de pesquisa

Autores

  • Jaqueline Silva de Souza Universidade Federal da Bahia (UFBA) https://orcid.org/0000-0001-5743-780X
  • José Carlos Sales dos Santos Universidade Federal da Bahia (UFBA) https://orcid.org/0000-0003-1758-3639
  • Ângelo Augusto Abdalla dos Santos Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Lucídio Lopes de Alencar Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)
  • Jolie Kelly Amaral Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Palavras-chave:

Igualdade Gênero, Agenda 2030, Colégios Estaduais, Secretária de Educação do Estado da Bahia

Resumo

Esta investigação aborda relato de pesquisa de proposta de tese de doutoramento e apresenta programas e projetos desenvolvidos pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEEB), do Brasil. Para servir como consulta e debate para aqueles interessados em pesquisar sobre o tema. Seu objetivo consiste em analisar como a SEEB contribui para agenda 2030, no que consiste em alcançar a igualdade de gênero e empoderamento de mulheres e meninas, através dos seus projetos. A pesquisa possui nível descritivo de técnica de pesquisa bibliográfica e documental de natureza qualitativa. Para tanto, realizou-se um levantamento documental na homepage da SEEB. Os resultados indicam que a SEEB não desenvolve projetos na área de igualdade de gênero, assunto ainda emergente. Considera-se assim, a necessidade de uma ampliação na literatura da área, justificativa para proposta de pesquisa de doutoramento sobre igualdade de gênero e literacia digital de mulheres adolescentes de colégios públicos da Bahia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAHIA (Estado). Secretária da Educação do Estado da Bahia. Programas projetos. SEEB: Salvador, 2023. Disponível em: http://www.educacao.ba.gov.br/programasprojetos. Acesso em: 13 jun. 2023.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre, RS: Artmed. 2007.

EPIFÂNIO, J. L. Igualdade de gêneros: Concepções tradicionais, resistência e avanços nas relações entre os gêneros. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. n. 11, v. 16, p. 76-92, 2020. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/educacao/igualdade-de-generos. Acesso em: 3 jul. 2023.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 23. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

UNESCO. Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: objetivos de aprendizagem. ONU: Paris, 2017. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000252197. Acesso em: 22 jun. 2023.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (Brasil). Programas da ONU ajudam a diminuir a desigualdade de gênero online. Nações Unidas Brasil: Notícias, 13 out. 2021. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/151393-programas-da-onu-ajudam-diminuir-desigualdade-de-g%C3%AAnero-online. Acesso em: 5 jun. 2023.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Tradução Centro de Informação das Nações Unidas, 2015. Disponível em: https://brasil.un.org/sites/default/files/2020-09/agenda2030-pt-br.pdf. Acesso em: 13 jun. 2023.

RUBIN, G. The Traffic in Women: notes on the "Political Economy" of Sex. In: REITER, R. (ed.). Toward an Anthropology of Women. New York, Monthly Review Press, 1975.

Publicado

26-04-2024

Como Citar

SOUZA, J. S.; SANTOS, J. C. S.; SANTOS, Ângelo A. A.; ALENCAR, L. L.; AMARAL, J. K. . Igualdade de gênero e projetos desenvolvidos em colégios estaduais: um relato de pesquisa. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Paulo, p. 1–13, 2024. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/395. Acesso em: 18 jul. 2024.