Relato de Experiência sobre o Processo de Criação do Plano de Classificação Documental da Prefeitura de Aracaju - SE
PDF/A
HTML
XML

Palavras-chave

Gestão de documentos; Plano de classificação documental; Arquivo; Tabela de temporalidade; Projeto de extensão.

Como Citar

SANTOS, M. Relato de Experiência sobre o Processo de Criação do Plano de Classificação Documental da Prefeitura de Aracaju - SE. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 9, n. número especial, p. 1–13, 2022. DOI: 10.24208/rebecin.v9.346. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/346. Acesso em: 14 ago. 2022.

Resumo

Este trabalho surge da parceria entre a Prefeitura Municipal de Aracaju - SE (PMA) e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) na modalidade de ação de extensão denominado Sala de Gestão do Centro de Empreendedorismo (CEMP) da UFS. O objetivo deste artigo é relatar e descrever as etapas do processo de construção do Plano de Classificação Documental da PMA e apresentar os resultados obtidos durante a execução das atividades, onde buscou-se desenvolver uma tabela de temporalidade documental e destinação de documentos de arquivo no âmbito da administração municipal da Prefeitura de Aracaju - SE. Apresenta uma metodologia de cunho exploratório e descritivo, e quanto aos meios, a pesquisa é bibliográfica e de campo, quanto a abordagem é qualitativa e quantitativa. Teve como resultado a elaboração do piloto e a construção do Plano de Classificação Documental. Analisou-se ainda o nível de reconhecimento da Prefeitura como um importante agente condutor da política arquivista no poder executivo municipal e constatando uma quase “invisibilidade” da importância da documentação entre os representantes dos setores responsáveis pela produção da documentação.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v9.346
PDF/A
HTML
XML

Referências

ANNA, J. S.; SILVA, L. C. Novos rumos aos fazeres arquivísticos: práticas de gestão de documentos em um arquivo privado. Informação Arquivística, v. 4, n. 1, 2015.Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/41755. Acesso em: 13 nov. 2021.

BRASIL. Conselho Nacional de Arquivos. Classificação, temporalidade e destinação de documentos de arquivo relativos as atividades-meio da administração pública. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001. Disponível em: http://conarq.arquivonacional.gov.br/images/publicacoes_textos/Codigo_de_classific acao.p. Acesso em: 02 dez. 2019

BRASIL. Conselho Nacional de Arquivos. Criação e desenvolvimento de arquivos públicos municipais: transparência e acesso à informação para o exercício da cidadania. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2014. Disponível em: http://www.conarq.gov.br/images/publicacoes_textos/Cartilha_criacao_arquivos_mun icipais.pdf. Acesso em: 20 nov. 2019

JARDIM, J. M. A implantação da lei de acesso à informação pública e a gestão da informação arquivística governamental. Liinc em Revista, Brasília, v. 9, n. 2, 2013. Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3495. Acesso em: 22 mar. 2022.

MATOS, M. T. N. B.; PEREIRA, M. A. D. Institucionalização e implementação de arquivos públicos municipais: A experiência da Fundação Pedro Calmon - Centro de Memória e Arquivo Público da Bahia. Biblios: journal of Librarianship and Information Science, [S.l.]., n. 24, abr./jun. 2006. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=2152106. Acesso em: 22 mar. 2022

RODRIGUES, A. M. L. A teoria dos arquivos e a gestão de documentos. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte, v.11 n.1, p. 102-117, jan./abr. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pci/a/kNWMg5vmqhBjKTzPYqSw8BQ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 13 nov. 2021.

SANTOS, J. C. Gestão documental e gestão da informação: abordagens, modelos e etapas. Inf. Prof., Londrina, v. 10, n. 1, p. 99-120, jan./abr. 2021. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/164320. Acesso em 17 out. 2021.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Mércia Santos