Tecnologia assistiva e formação do bibliotecário (a)

um estudo piloto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24208/rebecin.v9.326

Palavras-chave:

Biblioteconomia-ensino. Acessibilidade. Inclusão social. Tecnologia Assistiva.

Resumo

Este texto consiste em apresentar uma investigação sobre a presença da Tecnologia Assistiva (TA) e as possibilidades de inclusão social no percurso formativo dos bibliotecários e bibliotecárias. O objetivo é identificar a presença e a reflexão sobre TA no currículo do curso de graduação em Biblioteconomia. A metodologia adotada corresponde à pesquisa exploratória pautada nos procedimentos técnicos da pesquisa bibliográfica e documental. O universo da pesquisa é o curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão e parte-se da análise do seu projeto político pedagógico e da estrutura curricular. É evidente a marca da TA na estrutura curricular e no funcionamento desse curso. Conclui-se que, no âmbito da Biblioteconomia, já se contemplam iniciativas significativas, mas ainda é preciso que os cursos avancem e busquem medidas de enfrentamento para essa problemática.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERSCH, R. Tecnologia assistiva e educação inclusiva. Ensaios Pedagógicos, Brasília: SEESP/MEC, p. 89-94, 2006.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei nº 4.084 de 30 de junho de 1962. Dispõe sobre a profissão de bibliotecário e regula seu exercício. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 2 jul. 1962. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/1950-1969/L4084.htm. Acesso em: 12 out. 2017.

BRASIL. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (Comp.). Cartilha do Censo 2010 Pessoas com Deficiência, p. 36, 2012. Disponível em:http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/ publicacoes/cartilha-censo-2010-pessoas-com-deficienciareduzido.pdf. Acesso em: 12 out. 2017.

DINIZ, I. C. S.; ALMEIDA, A. M.; FURTADO, C. Bibliotecas Universitárias Inclusiva: acessibilidade e oportunidades para usuários com necessidades especiais. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 13, n. esp. CBBD, 2017. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/881. Acesso em: 25 set. 2020.

FROTA, T. Acessibilidade: o início. Acessibiteca, 2013. Disponível em: http://www.acessibiteca.uff.br/?page_id=724. Acesso em: 12 out. 2017.

TEIXEIRA, C. M. S.; FERREIRA, V. T. F.; VETTER, S. M. J. Tecnologia Assistiva nos cursos de Biblioteconomia das Instituições de Ensino Superior públicas das regiões Norte e Nordeste do Brasil. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL E NACIONAL DE TECNOLOGIAS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO, 2., 2020, São Luís. Anais [...]. São Luís: EDUFMA, 2020. p. 2538-2547. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/16FP8g1cVGFP6n9o6F7lP-Tetc5yA2R81/view. Acesso em: 25 set. 2020.

VARELA, R. C. B.; OLIVER, F. C. A utilização de Tecnologia Assistiva na vida cotidiana de crianças com deficiência. 2012. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csc/2013.v18n6/1773-1784/pt/. Acesso em: 25 set. 2020.

WAGNER, L. C.; LINDEMAYER, C. K.; PACHECO, A.; SILVA, L. D. A. Acessibilidade de pessoas com deficiência: um olhar da comunidade da periferia de Porto Alegre. Ciência em Movimento, ano 7, n. 23, 2010/1. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-ipa/index.php/RS/article/viewFile/94/58. Acesso em: 17 set. 2020.

Publicado

20-06-2022

Como Citar

MARINHO, R.; TEIXEIRA, C. M. de S. . Tecnologia assistiva e formação do bibliotecário (a): um estudo piloto . Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 9, n. número especial, p. 1–11, 2022. DOI: 10.24208/rebecin.v9.326. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/326. Acesso em: 22 fev. 2024.