Núcleos conteudistas nos cursos de graduação em Biblioteconomia do Centro-Oeste brasileiro
PDF/A
HTML
XML

Palavras-chave

Ensino de Biblioteconomia.
Conteúdos curriculares.
Organização da informação.

Como Citar

MARTINS, D. da S. .; PEREIRA DE OLIVEIRA, L. Núcleos conteudistas nos cursos de graduação em Biblioteconomia do Centro-Oeste brasileiro: abordagem sobre a área de organização da informação. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 9, n. número especial, p. 1–16, 2022. DOI: 10.24208/rebecin.v9.324. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/324. Acesso em: 30 set. 2022.

Resumo

Aborda a área de organização da informação sob a perspectiva formativa, considerando o caráter do ensino estabelecido nesse âmbito, junto às graduações em Biblioteconomia no Brasil. Reconhece, nesse sentido, a evidência da organização da informação enquanto eixo de ensino específico na graduação bibliotecária. Objetiva delinear o núcleo conteudista em organização da informação, oriundo dos cursos de Biblioteconomia do Centro-Oeste brasileiro. Constitui pesquisa descritiva, quali-quantitativa e documental, com plano amostral sobre três universidades públicas federais do Centro-Oeste do Brasil e plano de coleta prioritário sobre os projetos pedagógicos de tais instituições, consubstanciado por desenho analítico sobre os ementários das disciplinas. Demonstra que o núcleo conteudista em organização da informação congrega um caráter de formação amplamente tecnicista, pautado nos instrumentos que apoiam o trabalho bibliotecário de representação descritiva e temática da informação, além de se destacar entre os demais eixos de ensino no que se refere ao quantitativo de disciplinas ofertadas nesse âmbito. Conclui-se que a formação bibliotecária em organização da informação, como configurada no Centro-Oeste brasileiro, é pragmática e expressiva.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v9.324
PDF/A
HTML
XML

Referências

ALMEIDA, N. B. F. Biblioteconomia no Brasil: análise dos fatos históricos da criação e do desenvolvimento do ensino. 2012. 161 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, 2012. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/11170. Acesso em: 07 out. 2021.

ALMEIDA, N. B. F.; BAPTISTA, S. G. Breve histórico da Biblioteconomia brasileira: formação do profissional. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 25., 2013, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: FEBAB, 2013.

BATISTA, A. R. A trajetória do ensino de Biblioteconomia na Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC (1974-2008). Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 16, n. 2, p. 579-598, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. CNE/CES 492/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosofia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 9 jul. 2001, Seção 1e, p. 32. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES0492.pdf. Acesso em: 07 out. 2021.

CASTRO, C. A. História da Biblioteconomia Brasileira: perspectiva histórica. Brasília, DF: Thesaurus, 2000. 287 p.

DIAS, E. W.; NAVES, M. M. L. Análise de assunto: teoria e prática. 2. ed. rev. Brasília: Briquet de Lemos, 2013.

GUIMARÃES, J. A. C. Estudos Curriculares em Biblioteconomia no Mercosul: reflexões sobre uma trajetória. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim (coord.). Formação do profissional da informação. São Paulo: Polis, 2002. p. 49-87.

HUBNER, M. L. F.; SILVA, J. F. M.; ATTI, A. Origens do ensino de Biblioteconomia no Brasil. Biblos, Rio Grande, v. 35, n. 1, 2021. DOI: 10.14295/biblos.v35i1.12105. Disponível em: https://periodicos.furg.br/biblos/article/view/12105. Acesso em: 23 mar. 2022.

LUNARDELLI, R. A.; MOLINA, L. G.; TONELLO, I. S.; BARBOSA, A. M.. A análise da informação e seu ensino nos cursos de Arquivologia e Biblioteconomia da Universidade Estadual de Londrina: relato de experiência. Biblos, Rio Grande, v. 33, n. 2, p. 60-74, jul./dez. 2019.

NASCIMENTO, F. M. S. Processo de ensino-aprendizagem no campo da organização da informação. Convergências em Ciência da Informação, v. 2, n. 3, p. 123-140, set./dez. 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/conci/article/view/13686/10506. Acesso em: 26 mar. 2022.

OLIVEIRA, L. P. Formação e prática em Indexação e Resumos: um estudo com discentes da graduação em Biblioteconomia. Biblionline, João Pessoa, v. 14, n. 2, p. 25-39, 2018.

PANDO, D. A. Epistemologia da organização da informação: uma análise de sua cientificidade no contexto brasileiro. 2018. 463 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília, 2018. Disponível em: https://bit.ly/2YezLbC.Acesso em: 23 mar. 2022.

PANDO, D. A. Formação e demanda profissional em tratamento temático da informação no Brasil: uma análise comparativa de conteúdos programáticos universitários e de concursos públicos em Biblioteconomia. 2005. 187 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Marília, 2005. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/95535/pando_da_me_mar.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 26 mar. 2022.

PINTO, E. M. História do ensino de Biblioteconomia no Brasil: da fundação da Biblioteca Nacional à criação da Universidade de Brasília. 2015. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biblioteconomia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

RODRIGUES, M. E. F. A pesquisa como princípio educativo na formação do profissional da informação. In: VALENTIM, Marta Ligia Pomim (org.). Formação do profissional da informação. São Paulo: Polis, 2002. p. 89-102.

RUSSO, M. Fundamentos de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Rio de Janeiro: E-papers Serviços Editoriais, 2010. (Coleção Biblioteconomia e Gestão de Unidades da Informação. Série Didáticos; n. 1)

SANTOS, R. F. D.; VALÉRIO, E. D. O ensino das práticas de organização e tratamento da informação étnico-racial e sobre diversidade de gênero frente à formação do(a) bibliotecário(a). Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, v. 5, n. Especial, p. 14-23, 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/114056. Acesso em: 23 mar. 2022.

TANUS, G. F. S. C. (Re)visitando os caminhos do ensino da Biblioteconomia no Brasil. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 14, n. esp. 45 anos, 2018.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Daniele da Silva Martins, Lais Pereira de Oliveira