Tendências da abordagem sobre Gestão da Informação e do Conhecimento nos currículos dos cursos de Biblioteconomia
PDF
HTML
XML

Palavras-chave

Gestão da Informação e do Conhecimento.
Gestão da Informação.
Gestão do Conhecimento.
Currículo de Biblioteconomia.
Educação em Biblioteconomia.

Como Citar

Domingos Padilha Neto, J., & Nóbrega Duarte, E. (2021). Tendências da abordagem sobre Gestão da Informação e do Conhecimento nos currículos dos cursos de Biblioteconomia. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 8. https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.275

Resumo

Discute a formação curricular do curso de Biblioteconomia com enfoque voltado para a Gestão da Informação e Gestão do Conhecimento, se utilizando da análise das abordagens e tendências de conteúdos destas disciplinas. Ressalta a importância da formação acadêmica em Biblioteconomia abastecida por disciplinas que promovam a formação de conhecimentos sobre a gestão de informações e conhecimentos para desempenho profissional. Possui a seguinte questão problema: quais são as abordagens e tendências da Gestão da Informação e da Gestão do Conhecimento apresentadas nos currículos dos cursos de Biblioteconomia? Objetiva apresentar as tendências nas abordagens da Gestão da Informação e da Gestão do Conhecimento nos currículos dos Cursos de Biblioteconomia no Brasil. Corresponde a um estudo de nível exploratório-descritivo e ressaltam-se como dimensões teóricas, a reflexão sobre os currículos dos cursos de Biblioteconomia do Brasil por meio da análise de conteúdo. Descobre as principais abordagens de conteúdos e as tendências da Gestão da Informação e Gestão do Conhecimento nos currículos de Biblioteconomia. Propõe aos cursos de Biblioteconomia a adoção das disciplinas Gestão da Informação e Gestão do Conhecimento como ferramentas curriculares eficazes para a formação de conhecimentos essenciais, nos discentes deste curso, acerca da sua futura responsabilidade enquanto gestores.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.275
PDF
HTML
XML

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Cadastro nacional de cursos e instituições de educação superior e-MEC. 2017. Disponível em: https://emec.mec.gov.br/. Acesso em: 12 abr. 2021.

CORRÊA, E.C.D. Gestão de estoques de Informação: novos termos e novas posturas para um novo contexto. São Paulo: FEBAB, 2016.

FERREIRA, D. T. Profissional da informação: perfil de habilidades demandadas pelo mercado de trabalho. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 42-49, jan./abr. 2003. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1018/1073. Acesso em: 15 abr. de 2016.

NONAKA, I; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa. Rio de Janeiro: Elsevier, 1997.

PACHECO, F. F. Gestão do Conhecimento: justificativa, conceito e práticas. Curitiba: PUCPR, 2002.

SOUZA, E. D.; DIAS, E. J. W.; NASSIF, M. E. A gestão da informação e do conhecimento na ciência da informação: perspectivas Teóricas e Práticas Organizacionais. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.21, n.1, p. 55-70, jan./abr. 2011. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/v/92901. Acesso em: 15 abr. 2021.

VALENTIM, M. L. P. Gestão da informação e gestão do conhecimento: especificidades e convergências. Londrina: Infohome, 2004. Disponível em: https://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=88. Acesso em: 12 abr. 2021.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.