Jornada do usuário
PDF
HTML
XML

Palavras-chave

Análise de Logs
Comportamento de Busca em Sistemas de Informação
Recuperação da Informação
Sistemas de Recuperação da Informação

Como Citar

Santos da Rosa, S., Ferreira Laipelt, R. do C., & Monteiro-Krebs, L. (2021). Jornada do usuário: a análise de logs como metodologia para o estudo do comportamento de busca em sistemas de informação dos usuários do Portal LexML. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 8. https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.255

Resumo

O crescimento exponencial na produção e armazenamento da informação tem gerado uma constante modificação no comportamento informacional dos usuários, sendo necessária a utilização de métodos que auxiliem na coleta de informações sobre esses usuários. A análise de logs é um desses métodos ao permitir identificar as ações dos usuários de um sistema de informação. O presente trabalho tem como objetivo analisar, por meio da metodologia de análise de logs, o comportamento de busca dos usuários em sistemas de informação do Portal LexML. Compõem o corpus de análise 882 logs divididos em 236 jornadas de usuário. Percurso metodológico ocorreu em quatro etapas: Estruturação e Organização; Classificação e Seleção; Validação; Análise Estatística; e Análise das Jornadas dos Usuários. Como resultados foram observados: (a) baixa interação com o sistema e com alto índice de expressões modificadas na construção das expressões e estratégias de busca dos usuários; (b) a construção de estratégias que em sua maioria partem do geral para o específico; (c) uso de numeração jurídica como o recurso terminológico mais utilizado; (d) um baixo uso de booleanos e modificadores. Identificamos um perfil de usuário caracterizado por pesquisas simples com baixo índice de solicitação ao sistema. Conclui-se que a análise de logs é uma fonte de dados valiosa para o estudo do comportamento de busca em sistemas de informação, ao trazer uma gama de informações disponíveis passiveis de análise, fazendo desta uma metodologia importante no aperfeiçoamento do SRI e processo de indexação.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.255
PDF
HTML
XML

Referências

CHOWDHURY, G. Usuários da recuperação da informação. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 5, n. 2, p. 4-33, set. 2014. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/83858/87523. Acesso em: 15 abr. 2021.

JAMALI, H. R.; NICHOLAS, D.; HUNTINGTON, P. The use and users of scholarly e-journals: a review of log analysis studies. Aslib Proceedings: New Information Perspectives, v. 57, n. 6, p. 554-571, 2005. Disponível em: https://www.emeraldinsight.com/doi/abs/10.1108/00012530510634271. Acesso em: 12 abr. 2021.

JANSEN, B. J.; SPINK, A.; SARACEVIC, T. Real life, real users, and real needs: a study and analysis of user queries on the web. Information Processing and Management, Elmsford, NY, v. 36, p. 207-227, 2000. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0306457399000564. Acesso em: 5 mar. 2021.

LAIPELT, R. C. F. Metodologia para seleção de termos equivalentes e descritores de tesauros: um estudo no âmbito do Direito do Trabalho e do Direito Previdenciário. 2015. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2015a. Disponível em: http://www.repositorio.jesuita.org.br/bitstream/handle/UNISINOS/4853/RITA%20DO%20CARMO%20FERREIRA%20LAIPELT_.pdf?sequence=1&isAllowed. Acesso em: 12 abr. 2021.

LAIPELT, R. C. F. A análise de logs como estratégia para a realização da garantia do usuário. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 150-170, 2015b. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/59806/36047. Acesso em: 12 abr. 2021.

MONTEIRO-KREBS, L. Terminologia e variação conceitual: um estudo de interface com ontologias. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-graduação em Linguística Aplicada, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2016. Disponível em: http://www.repositorio.jesuita.org.br/bitstream/handle/UNISINOS/5053/Luciana+Monteiro+Krebs_.pdf?sequence=1. Acesso em: 13 abr. 2021.

SPINK, A; XU, J. L. Selected results from a large study of web searching: the excite study. Information Research: an international electronic journal, v. 6, n. 1, out. 2000. Disponível em: http://www.informationr.net/ir/6-1/paper90.html. Acesso em: 15 abr. 2021.

WILSON, T. D. Human information Behavior. Informing science research, v. 3, n. 2, p. 49-53, 2000. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/270960171_Human_Information_Behavior. Acesso em: 13 abr. 2021.

XIE; JOO, S. Transitions in search tactics during theweb-based. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 61, n. 11, p. 2188-2205, 2010. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.1002/asi.21391. Acesso em: 13 abr. 2021.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.