A Leitura e a leitura de clássicos literários
Fonte da capa: Freepik  Design: André Nunes de Azevedo
PDF

Palavras-chave

Leitura; Literatura Clássica; Mediação.

Como Citar

LUCK, E. H.; BERGAMINI, C. V. . A Leitura e a leitura de clássicos literários: reflexões em tempos de pandemia. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 7, n. 1, p. 54–71, 2020. DOI: 10.24208/rebecin.v7iespecial.186. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/186. Acesso em: 11 ago. 2022.

Resumo

Desde o início de 2020, ouve-se falar em COVID 19, e desde meados de março, iniciou-se um isolamento social ainda sem precedentes no Brasil. Diante disso, o homem terá de reaprender a viver em sociedade, repensando atitudes e valores por causa da pandemia que assola o mundo. Esse cenário motivou as reflexões suscitadas neste artigo, que visa discutir o valor da leitura da literatura clássica em tempos de pandemia e, ainda, refletir sobre o modo como os clássicos literários podem sugerir caminhos possíveis para compreender o momento de pandemia da COVID-19. Tendo em vista o fechamento de bibliotecas e de escolas, questiona-se ainda como o bibliotecário e o professor podem contribuir com seu compromisso social de mediador da leitura. A partir de um arcabouço teórico advindo dos Estudos Literários, da Biblioteconomia e da Sociologia, valeu-se de pesquisa bibliográfica para discorrer sobre as questões norteadoras deste estudo

https://doi.org/10.24208/rebecin.v7iespecial.186
PDF

Referências

BLEYER, Beatriz. Acesso a acervo online bate recorde e Biblioteca da PUCPR aumenta oferta de obras. Cidades. Coronavirus, 8 abr. 2020. Disponível em: http://www.portalcomunicare.com.br/acesso-a-acervo-online-bate-recorde-e-biblioteca-da-pucpr-aumenta-oferta-de-obras/ Acesso em: 14 maio 2020.

BOURDIEU, Pierre. Metamorfose dos gostos. In: BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BOURDIEU, Pierre. Os três estados do capital cultural. In: NOGUEIRA, Maria Alice.; CATANI, Afrânio. Escritos da educação. Petrópolis: Vozes, 1998a. p. 71-79.

BOURDIEU, Pierre. Método científico e hierarquia social dos objetos. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. Escritos da educação. Petrópolis: Vozes, 1998b. p. 35-38.

CALVINO, Ítalo. Por que ler os clássicos? Trad. Nilson Moulin. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

CÂNDIDO, Antônio. A literatura e a formação do homem. Ciência e Cultura, São Paulo, v.24, n. 9, p. 803-809, set. 1972.

DOMINGUES, Ivan. O fio e a trama: reflexões sobre o tempo e a história. São Paulo: Iluminuras; Belo Horizonte: Ed.UFMG, 1966.

GREGORIN FILHO, Nicolau José. Literatura juvenil: adolescência, cultura e formação de leitores. São Paulo: Melhoramentos, 2011.

GREIMAS, Algirdas-Julien; FONTANILLE, Jacques. Semiótica das paixões. Dos estados de coisas aos estados de alma. São Paulo: Ática, 1993.

HEMEROTECA DIGITAL. Coronavírus: buscas por pandemias do passado movimentam bibliotecas virtuais. O Globo, 11 abr. 2020. Disponível em https://www.bn.gov.br/acontece/links-de-midia/coronavirus-buscas-por-pandemias-passado-movimentam Acesso em: 14 maio 2020.

ISER, Wolfgang. O ato da leitura: Uma teoria do efeito estético. São Paulo: Editora 34, 1996. (Vol. 1-2)

PETIT, Michèle. Os jovens e a leitura. São Paulo: Editora 34, 2010.

TEIXEIRA, Claudia Souza; COSTA, Andressa Abraão. Movimento booktobers: práticas emergentes de mediação de leitura. Texto livre: linguagem e tecnologia. Belo Horizonte, v. 9, n. 2, p. 13-31, jul./dez. 2016.

YEPES, Ricardo; ECHEVARRÍA, Javier Aranguren. Fundamentos de Antropologia: um ideal de excelência humana. São Paulo: Instituto brasileiro de Filosofia e Ciência “Raimundo Lúlio”. São Paulo, 2005.

ZOLA, Émile. Germinal. Tradução Francisco Bittencourt. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.