A Leitura e a leitura de clássicos literários
Fonte da capa: Freepik  Design: André Nunes de Azevedo
PDF

Palavras-chave

Leitura; Literatura Clássica; Mediação.

Como Citar

Luck, E. H., & Bergamini, C. V. . (2020). A Leitura e a leitura de clássicos literários: reflexões em tempos de pandemia. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 7(especial), 54-71. https://doi.org/10.24208/rebecin.v7iespecial.186

Resumo

Desde o início de 2020, ouve-se falar em COVID 19, e desde meados de março, iniciou-se um isolamento social ainda sem precedentes no Brasil. Diante disso, o homem terá de reaprender a viver em sociedade, repensando atitudes e valores por causa da pandemia que assola o mundo. Esse cenário motivou as reflexões suscitadas neste artigo, que visa discutir o valor da leitura da literatura clássica em tempos de pandemia e, ainda, refletir sobre o modo como os clássicos literários podem sugerir caminhos possíveis para compreender o momento de pandemia da COVID-19. Tendo em vista o fechamento de bibliotecas e de escolas, questiona-se ainda como o bibliotecário e o professor podem contribuir com seu compromisso social de mediador da leitura. A partir de um arcabouço teórico advindo dos Estudos Literários, da Biblioteconomia e da Sociologia, valeu-se de pesquisa bibliográfica para discorrer sobre as questões norteadoras deste estudo

https://doi.org/10.24208/rebecin.v7iespecial.186
PDF

Referências

BLEYER, Beatriz. Acesso a acervo online bate recorde e Biblioteca da PUCPR aumenta oferta de obras. Cidades. Coronavirus, 8 abr. 2020. Disponível em: http://www.portalcomunicare.com.br/acesso-a-acervo-online-bate-recorde-e-biblioteca-da-pucpr-aumenta-oferta-de-obras/ Acesso em: 14 maio 2020.

BOURDIEU, Pierre. Metamorfose dos gostos. In: BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BOURDIEU, Pierre. Os três estados do capital cultural. In: NOGUEIRA, Maria Alice.; CATANI, Afrânio. Escritos da educação. Petrópolis: Vozes, 1998a. p. 71-79.

BOURDIEU, Pierre. Método científico e hierarquia social dos objetos. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio. Escritos da educação. Petrópolis: Vozes, 1998b. p. 35-38.

CALVINO, Ítalo. Por que ler os clássicos? Trad. Nilson Moulin. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

CÂNDIDO, Antônio. A literatura e a formação do homem. Ciência e Cultura, São Paulo, v.24, n. 9, p. 803-809, set. 1972.

DOMINGUES, Ivan. O fio e a trama: reflexões sobre o tempo e a história. São Paulo: Iluminuras; Belo Horizonte: Ed.UFMG, 1966.

GREGORIN FILHO, Nicolau José. Literatura juvenil: adolescência, cultura e formação de leitores. São Paulo: Melhoramentos, 2011.

GREIMAS, Algirdas-Julien; FONTANILLE, Jacques. Semiótica das paixões. Dos estados de coisas aos estados de alma. São Paulo: Ática, 1993.

HEMEROTECA DIGITAL. Coronavírus: buscas por pandemias do passado movimentam bibliotecas virtuais. O Globo, 11 abr. 2020. Disponível em https://www.bn.gov.br/acontece/links-de-midia/coronavirus-buscas-por-pandemias-passado-movimentam Acesso em: 14 maio 2020.

ISER, Wolfgang. O ato da leitura: Uma teoria do efeito estético. São Paulo: Editora 34, 1996. (Vol. 1-2)

PETIT, Michèle. Os jovens e a leitura. São Paulo: Editora 34, 2010.

TEIXEIRA, Claudia Souza; COSTA, Andressa Abraão. Movimento booktobers: práticas emergentes de mediação de leitura. Texto livre: linguagem e tecnologia. Belo Horizonte, v. 9, n. 2, p. 13-31, jul./dez. 2016.

YEPES, Ricardo; ECHEVARRÍA, Javier Aranguren. Fundamentos de Antropologia: um ideal de excelência humana. São Paulo: Instituto brasileiro de Filosofia e Ciência “Raimundo Lúlio”. São Paulo, 2005.

ZOLA, Émile. Germinal. Tradução Francisco Bittencourt. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.