Alfabetização informacional e uso de ambientes virtuais interativos para a aprendizagem significativa

Autores

  • Maria Alice Santos Ribeiro Universidade Federal da Bahia (UFBA) https://orcid.org/0000-0002-4037-7289
  • Hildenise Ferreira Novo Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Palavras-chave:

alfabetização informacional, aprendizagem significativa, ambientes virtuais, processos interativos

Resumo

Na mídia, é recorrente a presença de notícias sobre como as redes sociais e os dispositivos digitais estão integrados ao cotidiano das práticas sociais. No campo educacional, o uso das tecnologias digitais para o ensino e a aprendizagem torna-se cada vez mais rotineiro. Este texto tem por objetivo evidenciar que os ambientes virtuais interativos são espaços ideais para a aplicação da alfabetização informacional (information literacy) como um dos procedimentos estratégicos para o processo de aprendizagem significativa. Por tratar-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, realizou-se o levantamento bibliográfico de autores que trazem conceitos e concepções sobre information literacy, aprendizagem significativa, tecnologia digital e prática pedagógica em espaços interativos de cooperação e de discussão virtual, que permeiam o processo de ensino-aprendizagem, na perspectiva do mediador/educador e do aprendente/aprendiz serem os reconstrutores de conhecimento. Como resultado, decorrente da atividade pedagógica, houve considerável aceitação desses ambientes virtuais de aprendizagem e das ferramentas digitais interativas no processo de ensino-aprendizagem e a consistente produção de conhecimento para promoção do senso crítico e da autonomia do indivíduo aprendente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. Etnografia da prática escolar. Campinas: Papirus, 1995. 128 p.

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES. Information literacy competency standards for higher education. Chicago: Chicago, Illinois: ACRL, 2000. 17 p. Disponível em: http://www.ala.org/acrl/sites/ala.org.acrl/files/content/standards/standards.pdf. Acesso em: 27 jul. 2023.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano, 2003.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CAGLIARI, L. C. Alfabetização e linguística. São Paulo: Scipione, 2009. 192 p.

CAMPELLO, B. S. O movimento da competência informacional: uma perspectiva para o letramento informacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 3, p. 28-37, 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0100-19652003000300004. Acesso em: 20 jul. 2023.

CAREGNATO, S. E. O desenvolvimento de habilidades informacionais: o papel das bibliotecas universitárias no contexto da informação digital em rede. Revista de Biblioteconomia & Comunicação, Porto Alegre, v. 8, p. 47-55, 2000. Disponível em: https://cedap.ufrgs.br/xmlui/handle/20.500.11959/137. Acesso em: 21 ago. 2023.

DELORS, J. Os quatros pilares da educação. In: Educação: um tesouro a descobrir. 2ed. São Paulo: Cortez, Brasília, DF: MEC/UNESCO, 2003. Disponível em; http://dhnet.org.br/dados/relatorios/a_pdf/r_unesco_educ_tesouro_descobrir.pdf. 20 jul. 2023.

DUDZIAK, E. A. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, maio 2003. Disponível em: https://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1016. Acesso em: 4 ago. 2023.

DUDZIAK, E. A.; GABRIEL, M. A.; VILLELA, M. C. O. A educação de usuários de bibliotecas universitárias frente à sociedade do conhecimento e sua inserção nos novos paradigmas educacionais. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 11., 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UFSC, 2000. Disponível em: https://www.bu.ufmg.br/snbu2014/anais_anterior/XI-SNBU/Dados/TrabLiv/t060.pdf. Acesso em: 25 de jun. 2023

FILATRO, A. Design Instrucional na Prática. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2008.

GASQUE, K. C. G. D. Letramento informacional: pesquisa, reflexão e aprendizagem. Brasília: Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, 2012. 175 p. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/13025?locale=pt_BR. Acesso em: 12 jul. 2023.

GUIMARÃES, L. S. Os sujeitos e as subjetividades em ambientes virtuais de aprendizagem. In: MOLLICA, M. C. M. Sujeitos em Ambientes Virtuais. Festschriften Para Stella Maris Bortoni-ricardo. São Paulo: Parábola Editorial, 2015, p. 19-37.

KUHLTHAU, C. C. Information skills an information society: a review of research. Syracuse, NY: ERIC Clearinghouse on information resources. 1987. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=ED297740. Acesso em: 18 jul. 2023.

MINAYO, M. C. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, Vozes, 2002.

MOREIRA M. A. Aprendizagem significativa: um conceito subjacente. Aprendizagem Significativa em Revista/Meaningful Learning Review. v. 1, n. 3, p. 25-46, 2011. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/asr/?go=artigos&idEdicao=3. Acesso em: 31 ago. 2023.

NASCIMENTO, L. S. Informação e Educação: as origens da Information Literacy - um estudo do relatório "The Information Service Environment Relationships and Priorities", de Paul Zurkowski. 2018. Dissertação (Mestrado em Cultura e Informação) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-03122018-153225/pt-br.php. Acesso em: 7 nov. 2023.

SOARES, M. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 81, p. 143-160, dez. 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/zG4cBvLkSZfcZnXfZGLzsXb/?format=pdf&lang=pt . Acesso em: 14 jul. 2023.

VILAÇA, M. L. C. Educação, tecnologia e cibercultura: entre impactos, possibilidades e desafios. Revista UNIABEU. Belford Roxo, v. 7, n. 16 maio/ago. 2014. Disponível em: https://uniabeu.edu.br/publica/RU/article/view/1423/pdf_99. Acesso em: 28 jul. 2023.

Publicado

24-04-2024

Como Citar

RIBEIRO, M. A. S. .; NOVO, H. F. Alfabetização informacional e uso de ambientes virtuais interativos para a aprendizagem significativa. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Paulo, p. 1–16, 2024. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/400. Acesso em: 18 jul. 2024.