O ensino de história da África em Cursos de Biblioteconomia brasileiros
PDF-A
HTML
XML

Palavras-chave

Biblioteconomia – Brasil
Ensino de História da África
Biblioteconomia – racismo
Formação profissional

Como Citar

SILVA, F. C. G. da; CAMARA PIZARRO, D. O ensino de história da África em Cursos de Biblioteconomia brasileiros. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 9, 2022. DOI: 10.24208/rebecin.v9.305. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/305. Acesso em: 1 fev. 2023.

Resumo

O artigo visa analisar a inserção de conteúdos relativos à História da África nos cursos presenciais de Biblioteconomia brasileiros. Como referencial teórico, contextualizam-se os elementos que unem Brasil e África sob os estudos históricos de Hampatê Bâ (2010), Reis (2003) e Serrano e Waldman (2008); aborda também, aspectos da História da África e do regime de estereotipia criado sobre este Continente a partir de M’Bokolo (2009), Pereira (2013), Macedo (2013), Ki‑Zerbo (2010). E ainda, aponta-se a importância dos estudos sobre História da África no ensino em Biblioteconomia a partir da perspectiva de estudiosos da área. Os resultados referentes ao corpus documental apresentaram a análise de 2273 disciplinas, sendo que apenas dois cursos (um de licenciatura e outro de bacharelado) contemplam disciplinas específicas de História da África e outros dois, abordam o tema como um dos conteúdos dentro da ementa de outras disciplinas não específicas. Portanto, destaca-se a pouco atenção dada na Biblioteconomia brasileira às questões étnico-raciais e a prevalência de um ensino construído com base racista e em privilégios de branquitude docente e da sua categoria profissional.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v9.305
PDF-A
HTML
XML

Referências

ALMEIDA, C. A. O campo da Ciência da Informação: suas representações no discurso coletivo dos pesquisadores do campo no Brasil. 2005. 396 p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

ALMEIDA, S. L. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte (MG): Letramento, 2018.

ALMEIDA, N. B. F; BAPTISTA, S. G. Breve histórico da Biblioteconomia Brasileira: formação profissional. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25., 2013, Florianópolis. Anais [...] Florianópolis: ACB; FEBAB, 2013.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 4.084, de 30 de junho de 1962. Dispõe sobre a profissão de bibliotecário e regula seu exercício. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 1962.

BRASIL. Presidência da República. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP Nº 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2002a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP 2, de 19 de fevereiro de 2002. Institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior. Brasília, 2002b.

BRASIL. Presidência da República. Lei 10.639 de 09 de janeiro de 2003. Diário Oficial da União. Brasília, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP 003/2004. Diário Oficial da União. Brasília: MEC, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Acesse o e-MEC. Brasília, 2018.

CAMPOS, L. A. Racismo em três dimensões: uma abordagem realista-crítica. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 32, n. 95, p. 1-19, 2017.

CARDOSO, L. O branco ante a rebeldia do desejo: um estudo sobre a branquitude no Brasil. 2014. 290f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Araraquara, 2014.

CASTRO, C. A. História da Biblioteconomia brasileira. Brasília: Thesaurus Editora, 2000. 287 p.

DAVANSO, A. M.; ZANAGA, M. P. Organização curricular dos cursos de Biblioteconomia brasileiros. In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 16.; ENCONTRO DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO, 1., 2011, Campinas. Anais [...] Campinas: PUC-Campinas, 2011.

FELIPE, D. A.; TERUYA, T. K. Ensino da História e Cultura Africana em salas de aula brasileira. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA DO PPE, 2010, Maringá. Anais [...] Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2010. Disponível em: https://goo.gl/QiqTn3. Acesso em: 13 fev. 2020.

FERREIRA, M. L. A. G.; CALDEIRA, P. T.; BAHIA, M. A.; ARAÚJO, M. E. B. Currículo Mínimo de Biblioteconomia. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 92-99, mar. 1977.

GOMES, N. L. O movimento negro educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. Petrópolis: Vozes, 2017.

GUEDES, M. Z. A formação profissional do bibliotecário no curso de Biblioteconomia e Documentação da Universidade Federal do Paraná. Educar, Curitiba, n. 4, v. 1, p. 159-183, jan./jun. 1985.

GUIMARÃES, A. S. Depois da democracia racial. Tempo social: revista de sociologia da USP, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 269-287, 2006.

GUIMARÃES, A. S. Preconceito de cor e racismo no Brasil. Revista de Antropologia, [s.l.], v. 47, n. 1, p. 9-43, 2004.

GUIMARÃES, A. S. Preconceito e discriminação: queixas de ofensas e tratamento desigual dos negros no Brasil. Salvador: Novos Toques, 1998.

GUIMARÃES, A. S. Racismo e anti-racismo no Brasil. São Paulo: Editora 34, 1999.

HONMA, T. The Omission of Color: An Introduction. Escholarship.org, s.l., 2005. Disponível em: https://escholarship.org/content/qt4nj0w1mp/qt4nj0w1mp_noSplash_fbbc8a910dbba3c0ba00f04767918ab7.pdf?t=krnoz9 Acesso em: 20 ago. 2021.

HOMNA, T. Trippin’ Over the Color Line: The Invisibility of Race in Library and Information Studies. InterActions: UCLA Journal of Education and Information Studies, Los Angeles, v. 1, n. 2, p. 1-27, 2005.

JOSEY; E. J.; SCHOCKLEY, A. A. (eds.). Handbook of Black Librarianship. Littleton, Colorado: Libraries Unlimited, 1977.

KI‑ZERBO, J. Teorias relativas às “raças” e história da África. In: KI-ZERBO, J. (ed.). História geral da África, I: Metodologia e pré-história da África. 2. ed. rev. Brasília: UNESCO, 2010a.

KI‑ZERBO, J. Introdução geral. In: KI‑ZERBO, J. (ed.). História geral da África, I: Metodologia e pré-história da África. 2. ed. rev. Brasília: UNESCO, 2010b.

MACEDO, J. R. História da África. São Paulo: Contexto, 2013.

MIGNOLO, W. D. Colonialidade: o lado mais escuro da modernidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 32, n. 94, jun. 2017.

M’BOKOLO, E. África negra: história e civilizações. Tomo I. Salvador: EDUFBA; São Paulo: Casa das Áfricas, 2009. 626p.

OBENGA, T. Fontes e técnicas específicas da história da África – Panorama Geral. In: KI-ZERBO, J. (ed.). História geral da África, I: Metodologia e pré-história da África. 2. ed. rev. Brasília: UNESCO, 2010. p. 72-86.

OLDEROGGE, D. Migrações e diferenciações étnicas e linguísticas. In: KI-ZERBO, J. (ed.). História geral da África, I: Metodologia e pré-história da África. 2. ed. rev. Brasília: UNESCO, 2010. p. 271-291.

OLIVA, A. R. Lições sobre a África: Diálogos entre as representações dos africanos no imaginário Ocidental e o ensino de História da África no Mundo Atlântico (1990-2005). 2007. 415f. Tese (Doutorado em História) – Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

OLIVA, A. R. A história africana nas escolas brasileiras: entre o prescrito e o vivido, da legislação educacional aos olhares dos especialistas (1995-2006). História, São Paulo, v. 28, n. 2, p. 143-172, p2009.

PANTOJA, S. A África imaginada e a África real. In: PANTOJA, S.; ROCHA, M. J. (Org.). Rompendo silêncios: História da África nos currículos da educação básica. Brasília: DP Comunicações, 2004.

PEREIRA, A. D. África pré-colonial: ambiente, povos e culturas. In: VISENTINI, P. F.; RIBEIRO, L. D. T.; PEREIRA, A. D. História da África e dos africanos. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

PINTO, E. M. História do Ensino de Biblioteconomia no Brasil: da fundação na Biblioteca Nacional à criação na Universidade de Brasília. 2015. 67f. Monografia (Graduação em Biblioteconomia) – Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, Brasília, 2015.

PIZARRO, D. C. Entre o saber-fazer e o saber-agir: o que professam os docentes de biblioteconomia em Santa Catarina. 2017. 537f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa Pós-Graduação em Ciência da Informação, Florianópolis, 2017.

QUIJANO, A. Colonialidade do Poder e Classificação social. In: SOUZA SANTOS, B.; MENESES, M. P. (orgs.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Almedina; CES, 2009.

REIS, J. J. Rebelião Escrava no Brasil: A História do Levante dos Malês em 1835. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

RUSSO, L. A Biblioteconomia Brasileira: 1915-1965. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro; Ministério da Educação e Cultura, 1966.

SALES JÚNIOR, R. Democracia racial: o não-dito racista. Tempo Social: revista de sociologia da USP, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 229-258, 2006.

SANTOS, R. F. D.; VALÉRIO, E. D. O ensino das práticas de organização e tratamento da informação étnico-racial e sobre diversidade de gênero frente à formação do(a) bibliotecário(a). Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, v. 5, n. Especial, p. 14-23, 2018.

SHAW, T. Pré-história da África ocidental. In: KI-ZERBO, J. (ed.). História geral da África, I: metodologia e pré-história da África. 2. ed. rev. Brasília: UNESCO, 2010.

SCHUCMAN, L. V. Entre o encardido o branco e o branquíssimo: branquitude hierarquia e poder na Cidade de São Paulo. São Paulo: Annablume, 2014. 191p.

SERRANO, C.; WLADMAN, M. Memória D’África: a temática africana em sala de aula. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SILVA, F. A. N. Africanidade e valorização da cultura negra na formação da cultura brasileira. 2013. 55f. Monografia (Especialização em Histórias e Culturas Afro-Brasileira, Indígena e Africana) – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira, Redenção, CE, 2014.

SILVA, F. C. G. A inserção das temáticas africana e afro-brasileira e o ensino de biblioteconomia: avaliação em instituição de ensino superior de Santa Catarina. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 15, n. 3, p. 143-182, 2019a.

SILVA, F. C. G. Representações sociais acerca das culturas africana e afro-brasileira na educação em Biblioteconomia no Brasil. 2019. 521 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro/Escola de Comunicação, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Rio de Janeiro, 2019b.

SILVA, F. C. G.; SALDANHA, G. S. Biblioteconomia Negra Brasileira: caminhos, lutas e transformação. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, São Paulo, n. 2, v. 12, 2019.

SILVA, F. C. G.; SALDANHA, G. S.; PIZARRO, D. C. A branquitude nas práticas docentes em biblioteconomia e ciência da informação: notas teórico-críticas sobre um ensino que promove o preconceito racial. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 19., 2018, Florianópolis. Anais [...] Florianópolis: UFSC, n. XIX ENANCIB, 2018.

SILVA, F. C. G.; PIZARRO, D. C.; SALDANHA, G. S. As temáticas africana e afro-brasileira em biblioteconomia e ciência da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 18., 2017, Londrina. Anais [...] Londrina: UEL, 2017.

SILVA, F. C. G; GARCEZ, D. C.; SILVA, R. B. Conhecimento das margens: da injustiça epistêmica à valorização do conhecimento negro em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, n. 1, v. 27, p. 1-19, 2022.

SOUZA, F. C. Ensina-se corretamente o que se ensina a quem vai ser bibliotecário? Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 49-54, 1996.

SOUZA, F. C. A Biblioteconomia no Brasil: profissão e educação. Florianópolis: ACB, 1997.

SOUZA, F. C. O ensino de Biblioteconomia no contexto brasileiro: século XX. 2. ed. rev. Florianópolis: Editora da UFSC, 2009.

SOUZA, G. N. G. Desenvolvimento e disseminação do ensino de biblioteconomia no Brasil e em São Paulo: uma análise espaço-temporal. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, v. 14, p. 195-219, 2018.

TRAJANO FILHO, W.; DIAS, J. B. O colonialismo em África e seus legados: classificação e poder no ordenamento da vida social. Anuário Antropológico, Brasília, v. II, p. 9-22, 2015.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ – UFC. Centro de Humanidades. Projeto Pedagógico do Curso de Biblioteconomia: atualizado em outubro de 2004. Fortaleza: UFC, 2004.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI – UFCA. Projeto Pedagógico do Curso de Biblioteconomia. Fortaleza: UFCA, mar. 2006.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Escola de Biblioteconomia. Projeto Político Pedagógico do Curso de Licenciatura em Biblioteconomia. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2009.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Escola de Biblioteconomia. Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em Biblioteconomia. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2010.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Escola de Biblioteconomia. Resolução nº 4.115, de 21 de junho de 2013. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2013a.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UNIRIO. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Escola de Biblioteconomia. Resolução nº 4.244, de 17 de outubro de 2013. Dispõe sobre a inclusão das disciplinas Língua Brasileira de Sinais, Culturas Afro-Brasileiras em Sala de Aula e Educação Ambiental e Cidadania ou conhecimentos relativos nos Cursos de Graduação da UNIRIO. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2013b.

VALÉRIO, E. D.; SANTOS, R. F. O ensino das práticas de organização e tratamento da informação étnico-racial e sobre diversidade de gênero frente à formação do (a) bibliotecário (a). Convergências em Ciência da Informação, v. 1, n. 2, n. 2, p. 210-217, 2018.

VERCOUTTER, J. Descoberta e difusão dos metais e desenvolvimento dos sistemas sociais até o século V antes da Era Cristã. In: KI-ZERBO, J. (ed.). História geral da África, I: Metodologia e pré-história da África. 2. ed. rev. Brasília: UNESCO, 2010. p. 706-729.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Franciéle Carneiro Garcês da Silva, Daniella Camara Pizarro