Ferramentas de BI para inteligência competitiva
PDF
HTML
XML

Palavras-chave

Business Intelligence
Inteligência de Negócios
Tomada de Decisão

Como Citar

Harmatiuk, L., & Ritta Coelho, T. . (2021). Ferramentas de BI para inteligência competitiva: o caso Ebanx. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 8. https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.284

Resumo

Este estudo analisa como as ferramentas de Business Intelligence (BI) auxiliam a Inteligência Competitiva (IC). Procura investigar como os profissionais utilizam essas ferramentas e como elas podem auxiliar as organizações a atingirem a IC. Realiza um estudo de caso no EBANX e utiliza as entrevistas como principal fonte de dados. Analisa os dados por meio da análise de conteúdo e confronta os resultados para responder ao problema de pesquisa. Identifica que as ferramentas de BI auxiliam na centralização, disponibilização e visualização de grandes quantidades de dados provenientes de diversas fontes. Auxilia na clareza e produtividade nas análises de dados, reduzindo erros e assegurando uma melhor tomada de decisão. Para atingir a inteligência competitiva a organização precisa criar uma cultura orientada por dados que identifique a informação como estratégia de negócio. Com isso, contribui para empresas que anseiam melhorar o entendimento sobre os processos de IC e resolução de problemas relacionados aos dados

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.284
PDF
HTML
XML

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 1977.

CABRAL NETTO, O. V.; LAURINDO, O. V. C. Uma análise cienciométrica da literatura de inteligência competitiva. Production, v. 25, n. 4, p. 764-778, 2015.

CEBOTAREAN, E. Business intelligence. Journal Of Knowledge Management, Economics and Information Technology, v. 1, n. 2, p. 1-12, 2011.

CHAUDHURI, S. C.; NARASAYYA, V. R. New Frontiers in Business Intelligence. PVLDB, v. 4, n. 5, p. 1502-1503, 2011.

DANTAS, E. B. A importância da pesquisa para a tomada de decisão. Biblioteca online de Ciências da Comunicação. Brasília, 2013.

GARTNER GROUP. Magic Quadrant for Analytics and Business Intelligence platforms. Gartner. Stamford, 2019.

HILSDORF, C. O que é inteligência competitiva? 2009. Disponível em: https://administradores.com.br/artigos/o-que-e-inteligencia-competitiva. Acesso em: 8 out. 2019.

KRUCKEN, L.; DEBIASI, F.; ABREU, A. F. de. Inovação tecnológica e inteligência competitiva: um processo interativo. Revista Eletrônica de Administração, v. 7, n. 1, p. 15, 2001.

MOSS, L. T.; ATRE, S. Business Intelligence Roadmap: the complete project lifecycle for decision-support applications. Bostom: Addison-Wesley Professional, 2003.

OLIVEIRA, P. H.; MELO, S. C. O. A etapa de planejamento no processo de Inteligência Competitiva: desafios e algumas reflexões. Revista de Inteligência Competitiva, v. 3, p. 1-14, 2012.

RUBINI, A. A Fintech em um Flash. Tradução Fernanda Belokurows. Banking Innovations, 2017. Tradução de: Fintech in a Flash.

SILVA, C. J. Gestão da Informação, Inovação e Inteligência Competitiva. In: BARRETO, A. A. et al. Gestão de riscos e inteligência competitiva. São Paulo: Saraiva, 2012.

TURBAN, E. et al. Business Intelligence: um enfoque gerencial para a inteligência do negócio. São Paulo: Bookman, 2008.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.