Interface entre a memória organizacional e a gestão do conhecimento
PDF
HTML
XML

Palavras-chave

Memória Organizacional
Gestão do Conhecimento
Arquivo
Sebrae/PB

Como Citar

Feitoza, R. A. de B., & Duarte, E. N. (2021). Interface entre a memória organizacional e a gestão do conhecimento: observações no arquivo do SEBRAE – PB. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 8. https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.273

Resumo

Objetiva conhecer a interface entre a Memória Organizacional e a Gestão do Conhecimento com base nos fundamentos teóricos e nas observações no arquivo no Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do estado da Paraíba – Sebrae/PB. A pesquisa caracteriza-se como bibliográfica e de campo, exploratória de caráter descritivo, com abordagem quali-quantitativa. Adota a técnica de observação participante com anotações registradas no diário de campo, que serviu como instrumento de coleta de dados no arquivo da instituição pesquisada, com análise de cruzamento com a literatura. Os resultados referentes à utilização dos documentos por espécie e tipologia documental, suas funções para as tomadas de decisões, as contribuições do arquivo e o comportamento dos sujeitos permitem concluir que a memória organizacional contribui com o processo de gestão, compartilhamento e criação de conhecimentos.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.273
PDF
HTML
XML

Referências

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4.ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac São Paulo, 2003. 425p.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus,1998. 237 p.

MOLINA, L. G.; VALENTIM, M. L. P. Memória Organizacional, Memória Corporativa e Memória Institucional: discussões conceituais e terminológicas. Revista EDICIC, v.1, n.1, p.262-276, jan./mar. 2011.

NASCIMENTO, N. M.; VALENTIM, M. L. P. A relação entre os estudos de tipologia documental e o processo decisório. In: VALENTIM, M. L. P. (org.). Estudos avançados em arquivologia. Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012. p. 291-308.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

TENÓRIO, L. C. V.; VALENTIM, M. L. P. Análise dos conceitos sobre Gestão do Conhecimento no âmbito da Ciência da Informação e Biblioteconomia. In: SECIN – SEMINÁRIO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO: FENÔMENOS EMERGENTES NA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6., 2016, Londrina. Anais [...] Londrina, Paraná. 2016.

WALSH, J. P.; UNGSON, G. R. Organizational Memory. The Academy of Management Review, v.16, n.1, p.51-91, 1991.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.