Marshall McLuhan e o ciberespaço
PDF
HTML
XML

Palavras-chave

Ciberespaço; Informação e tecnologia; Ambiente informacional; Comunicação telemática; Teoria da informação.

Como Citar

Ordonhes, R., & Ventura Amorim da Costa Santos, P. L. (2021). Marshall McLuhan e o ciberespaço: o ambiente como questão informacional. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 8. https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.270

Resumo

A emergência das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), tem alterado de maneira drástica a dinâmica das relações humanas com suas instituições, em especial, seu relacionamento com o Estado e suas instâncias políticas. Este trabalho investiga o papel do Ciberespaço na dinâmica sociopolítica, por meio da análise das características mediáticas da Web como ponto de referência para tais transformações. E, para tanto, recoloca na ordem do dia a tese de Marshall McLuhan, como questão: “o meio é a mensagem”. No mais, esta apresenta-se como uma pesquisa teórico-exploratória de caráter bibliográfico, a partir de incursões na literatura, com o objetivo de examinar o conceito de media como fundamento para a construção de um ambiente informacional. Como resultado, espera-se evidenciar um mosaico conceitual que desvende pontos importantes sobre o desempenho do Ciberespaço na dinâmica entre Estado e sociedade, a partir dos aportes teóricos trazidos pela área da Ciência da Informação e disciplinas relacionadas.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.270
PDF
HTML
XML

Referências

ANTOUN, H. Democracia, multidão e guerra no ciberespaço. In: PARENTE, A. (Org.). Tramas da rede: novas dimensões filosóficas, estéticas e políticas da comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2010.

BORKO, H. Information Science: What is it? American Documentation, v.19, n.1, p. 3-5, Jan. 1968. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/asi.5090190103 Acesso em: 28 mar. 2021

CAPURRO, R. Informação e ação moral no contexto das tecnologias de comunicação. In: GONZALEZ, M. E. Q.; BROENS, M. C.; MARTINS, C. A. (orgs.). Informação, conhecimento e ação ética. Marilia: Oficina Universitária, 2012. Disponível em: http://www.marilia.unesp.br/Home/Publicacoes/e-book_informacao-e-conhecimento.pdf Acesso em: 28 mar. 2021

KASTRUP, V. A rede: uma figura empírica da ontologia do presente. In: PARENTE, A. (org.). Tramas da rede: novas dimensões filosóficas, estéticas e políticas da comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2010.

KERCKHOVE, D. A pele da cultura: investigando a nova realidade eletrônica. São Paulo: Annablume, 2009.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Tradução Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1993.

LÉVY, P. Cibercultura. Tradução Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 2001.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 4. ed. Tradução Luis Paulo Rouanet. São Paulo: Loyola, 2003.

MCLUHAN, M. Os meios de comunicação: como extensões do homem. Tradução Décio Pignatari. São Paulo: Cultrix, 1979.

MCLUHAN, M. A galáxia de Gutenberg: a formação do homem tipográfico. 2. ed. Tradução Leônidas Gontijo de Carvalho e Anísio Teixeira. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1977.

MCLUHAN, M.; FIORE, Q. O meio é a massagem: um inventário de efeitos. Tradução Julio Silveira. Rio de Janeiro: Imã, 2011.

MONTEIRO, S. D. O Ciberespaço: o termo, a definição e o conceito. DataGramaZero: : revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 8, n. 3, jun. 2007. p. 1-17. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pbcib/article/view/6989 Acesso em: 25 mar. 2021.

SANTAELLA, L. Da cultura das mídias à cibercultura: a invenção do pós-humano. FAMECOS, Porto Alegre, n. 22, p. 23-32, dez. 2003. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3229/2493 Acesso em: 1 abr. 2021.

SANTOS, P. L. V. A. C.; VIDOTTI, S. A. B. G. Perspectivismo e Tecnologias de Informação e Comunicação: acréscimos à Ciência da Informação? DataGramaZero: revista de Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 1-11, jun. 2009. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pbcib/article/view/10396 Acesso em: 10 mar. 2021.

VELLOSO, R. V. O ciberespaço como ágora eletrônica na sociedade contemporânea. Ci. Inf., Brasília, v. 37, n. 2, p. 103-109, maio/ago. 2008. Disponível em:

https://www.scielo.br/pdf/ci/v37n2/a08v37n2.pdf Acesso em: 10 mar. 2021.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.