O impacto do estereótipo de gênero sobre a mulher bibliotecária do século XXI no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.243

Palavras-chave:

Estereótipo de gênero;, Mulher bibliotecária;, Biblioteconomia no Brasil

Resumo

Estuda a representação dos estereótipos de gênero na Biblioteconomia. Objetiva analisar impactos causados pela perpetuação destes sobre a mulher bibliotecária brasileira no século XXI, em especial em suas atividades biblioteconômicas e cotidianas em bibliotecas vinculadas à Rede de Bibliotecas de Pesquisa (RBP) do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Utiliza a entrevista como técnica de coleta de dados e a análise de conteúdo como técnica de análise. Aponta que o reconhecimento social da profissão está relacionado a imagens estereotipadas sobre a mulher bibliotecária, que não condizem com seu fazer profissional, mas acabam por compeli-las a corresponderem às demandas sociais, que são construídas a partir desse modelo estereotipado e distorcido da realidade. Indica que esse modelo gera problemas tanto para a inserção no mercado de trabalho, em particular, quanto na sociedade, de maneira geral. Considera que a inferência do gênero na profissão existe, persiste e permeia a vida das mulheres bibliotecárias em cargos de chefia nas questões observadas, embora por elas nem sempre seja percebida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Mallmann, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Docente no Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação (CBG) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Luciano Coutinho, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Docente do Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação (CBG) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Referências

BENOIT, L. O. Feminismo, gênero e revolução. Crítica Marxista, Rio de Janeiro, v. 1, n. 11, p. 76-88, 2000.

COSTA, A. A.; SARDENBERG, C. M. B. Feminismos, feministas e movimentos sociais. In: BRANDÃO, M. L.; BINGEMER, M. C. (org.). Mulher e relações de gênero. São Paulo: Loyola, 1994.

D’AMORIM, M. A. Estereótipos de gênero e atitudes acerca da sexualidade: estudos sobre jovens brasileiros. Temas em psicologia, São Paulo, v. 5, n. 3, p. 1-14, 1997.

ESCALANTE, I. C. O impacto causado pelo estereótipo de gênero sobre a mulher bibliotecária do século XXI no Brasil. 2017. Monografia (Graduação em Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação) – Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2017.

ESCALANTE, I. C.; PEREIRA, P. M. S.; COUTINHO, L. R. S. Estereótipo de gênero da mulher bibliotecária: hierarquia e estigmatização no reconhecimento social da profissão. 2017. In: 13º CONGRESSO MUNDOS DE MULHERES E SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO, 13., 2017, Florianópolis. Anais [...] Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2017.

FORREST, N. P. R. Gênero e relações de poder na Biblioteconomia: FCI e BCE: 1966 – 2014. 2014. Monografia (Graduação em Biblioteconomia) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, 2014.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 11. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

MARTUCCI, E. M. A feminização e a profissionalização do magistério e da Biblioteconomia: uma aproximação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 225-244, jul./dez. 1996.

MORENO, J.; BASTOS, L. O estereótipo do bibliotecário no cinema. 2013. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 15., 2013, Florianópolis. Anais [...] Florianópolis, SC: CBBD, 2013.

OLINTO, G. A inclusão das mulheres nas carreiras de ciência e tecnologia no Brasil. Inclusão Social, Brasília, DF, v. 5, n. 1, p. 68-77, jul./dez. 2011.

OLINTO, G. Biblioteconomia como profissão feminina. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 18., 1997, São Luís. Anais [...]. São Luis: CBBD, 1997.

SAFFIOTI, H. I. B. O poder do macho. São Paulo: Moderna, 1987.

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil para análise histórica. Recife: SOS Corpo, 1991.

SIMÕES, A. Estereótipos relacionados com os idosos. Revista Portuguesa de Pedagogia, v. 19, n.1, p. 207-234, 1985.

SOUSA, B. A. O Gênero na Biblioteconomia: percepção de bibliotecárias/os. 2014. 270 p. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

WALTER, M. T. M. T.; BAPTISTA, S. G. A força dos estereótipos na construção da imagem profissional dos bibliotecários. Informação & Sociedade: estudos, João Pessoa, v. 17, n. 3, p. 27-38, set./dez. 2007.

Publicado

28-10-2021

Como Citar

ESCALANTE, I.; MALLMANN PEREIRA SOUTO , P.; RODRIGUES DE SOUZA COUTINHO , L. . O impacto do estereótipo de gênero sobre a mulher bibliotecária do século XXI no Brasil. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 8, 2021. DOI: 10.24208/rebecin.v8i.243. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/243. Acesso em: 22 fev. 2024.