Arquivologia na pós-modernidade
PDF
HTML
XML

Palavras-chave

Arquivologia Pós-custodial; Jacques Derrida; Arquivo; Pós-modernidade.

Como Citar

Dias Zammataro, A. F., & Monteiro, S. D. (2021). Arquivologia na pós-modernidade: a era da pós-custodialidade e do “mal de arquivo” derridiano. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 8. https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.241

Resumo

A Arquivologia Pós-custodial, pensada pelo arquivista e historiador canadense Terry Cook (1947-2014), é o tema que contextualiza as discussões propostas neste trabalho, além da concepção de arquivo pensada pelo filósofo Jacques Derrida (1930-2004) na obra Mal de arquivo: uma impressão freudiana (2001). Com essa fundamentação, objetiva-se analisar a Arquivologia tendo como horizonte epistemológico a condição pós-moderna e, partir disto, compreender a corrente denominada Arquivologia Pós-custodial. Além disso, objetiva-se aliar os preceitos dessa corrente com a discussão proposta por Jacques Derrida em seu livro. A pesquisa que fundamentou este trabalho se baseia na metodologia de revisão bibliográfica e caracteriza-se como pesquisa documental. Os resultados demonstram a grande relevância dos preceitos da Arquivologia Pós-custodial num âmbito em que paradigmas de verdade, neutralidade e imparcialidade são postos em xeque e que a fazem se aproximar do conceito de arquivo derridiano e a intervenção sobre o processo de seleção e descarte da memória proposto Derrida.

https://doi.org/10.24208/rebecin.v8i.241
PDF
HTML
XML

Referências

BIRMAN, J. Arquivo e Mal de Arquivo: uma leitura de Derrida sobre Freud. Natureza Humana, v. 10, n. 1, p. 105-128, jan./jun. 2008. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/nh/v10n1/v10n1a05.pdf. Acesso em: 5 abr. 2021.

COOK, T. Arquivologia e pós-modernismo: novas formulações para velhos conceitos. Informação Arquivística, Rio de Janeiro: Associação dos Arquivistas do Estado do Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p.123-148, jul./dez. 2012. Disponível em: http://www.aaerj.org.br/ojs/index.php/informacaoarquivistica/article/view/9. Acesso em: 5 abr. 2021.

DERRIDA, J. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Tradução Claudia de Moraes Rego. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

FONSECA, M. O. Arquivologia e Ciência da Informação. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

LOPES, L. C. A imagem e a sombra da arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado, 1998.

MENEZES, J. Reinventando o fazer historiográfico à luz de certas aporias pós-modernistas. In: GIANATTASIO, G.; IVANO, R. Epistemologias da História: verdade, linguagem, realidade, interpretação e sentido na pós-modernidade. Londrina: Eduel, 2011.

PEDROSO JÚNIOR, N. C. Jacques Derrida e a desconstrução: uma introdução. Revista Encontros de Vista, v. 5, p. 9-20, jan./jun. 2010. Disponível em: http://www.encontrosdevista.com.br/Artigos/Neurivaldo_Junior_Derrida_e_a_desconstrucao_uma_introducao_final.pdf. Acesso em: 5 abr. 2021.

SILVA, E. P. A trajetória da Arquivologia: três visões sobre o arquivo. Revista Eletrônica Documento Monumento, v. 5, n. 1, dez. 2011. Disponível em: http://200.17.60.4/ndihr/revista-5/artigos/eliezer-pires-da-silva.pdf. Acesso em: 5 abr. 2021.

SILVEIRA, R. C. P. A organização textual do discurso científico. Tema, n. 16, p. 99-111, abr./ago. 1992.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.