A relação entre a Bibliografia e a formação do profissional da informação
PDF

Palavras-chave

Bibliografia
Formação Profissional
Profissional da Informação
Mercado de Trabalho.

Como Citar

Ferreira, B. C. F., & Castro Filho, C. M. de. (2014). A relação entre a Bibliografia e a formação do profissional da informação. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 1(2), 19-36. Recuperado de https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/14

Resumo

Verificou-se se a bibliografia do Curso de Ciências da Informação, da Documentação e Biblioteconomia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP) está em consonância com a formação do profissional da informação e sua relação com o mercado de trabalho. A relação bibliografia e ensino tornam-se fundamental, para aprimorar os conteúdos mínimos exigidos para o profissional atuar no mercado de trabalho. Nesse aspecto, apontamos a bibliografia das disciplinas obrigatórias do Curso pesquisado, relacionando com as áreas de atividades do profissional da informação, segundo a Classificação Brasileira de Ocupações, elaborada pelo Ministério do Trabalho. A verificação da bibliografia das disciplinas do curso representa um esforço no sentido, de atualizar a formação profissional de acordo com o desenvolvimento da área. Com a pesquisa refletimos os fundamentos teóricos, utilizando-se como método de pesquisa, a bibliográfica. Como resultado quantificou-se a bibliografia existente nas disciplinas do Curso, bem como sua relação com as atividades do profissional da informação no mercado de trabalho.

PDF

Referências

ABBOTT, A. The system of professions: an essay on the division of expert labour. Chicago: The University of Chicago Press, 1988.

ARRUDA, M. da C. C.; MARTELETO, R. M.; SOUZA, D. B. de. Educação, trabalho e o delineamento de novos perfis profissionais: o bibliotecário em questão. Ciência da Informação, Brasília v.29, n.3, p.14-24, set./dez. 2000. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/213/188>. Acesso em 25 abr. 2013.

BARRETO, A. A. Uma história da ciência da informação. In: TOUTAIN, L. M. B. B. (Org.). Para entender a Ciência da Informação. Salvador: EDUFBA, 2007.

BORGES, B. G.; GATTI JÚNIOR, D. O ensino de história da educação na formação de professores no Brasil atual. Revista HISTEDBR On-Line, n.40, dez. p.24-48, 2010. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/40/art02_40.pdf>. Acesso em: 9 jan. 2013.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Classificação Brasileira de Ocupações. Brasília, 2002. Disponível em: <http://www.mtecbo.gov.br/busca.asp>. Acesso em: 25 abr. 2011.

BRUFEM, L. S.; PRATES, Y. O saber científico registrado e as práticas de mensuração da informação. Ciência da Informação, Brasília, v.34, n.2, p.9-25, 2005. Acesso em: 12 jan. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ci/v34n2/28551>.

CAPACCIONI, A. El papel y el futuro de la Bibliografía. Reflexiones entre España e Italia. Documentación de las Ciencias de la Información, v.31, p.105-109, 2008. Disponível em: <http://revistas.ucm.es/index.php/DCIN/article/view/DCIN0808110105A/18878>. Acesso em: 12 jan. 2013.

CASTRO, C. M. Ensino de massa: do artesanato à revolução industrial. In: STEINER, J. E.; MALNIC, G. Ensino superior: conceito & dinâmica. São Paulo: EDUSP. 2006. p.213-242

CASTRO FILHO, C. M. de. O bibliotecário como profissional da informação: o mundo do trabalho, habilidades e competências. In: CASTRO FILHO, C. M. de. Olhares sobre a atuação do profissional da Ciência da Informação. São Paulo: Todas as Musas, 2013.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. São Paulo: Cortez, 2003. 164p.

CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº 08/82, de 29/10/82. Fixa os domínios de conteúdo e duração do curso de Biblioteconomia. Documenta, Brasília, n.265, p.264, dez. 1982.

CRONIN, B. Information professionals in the digital age. The International Information and Library Review, London, v.30, n.1, p.37-50, Mar. 1998.

CUNHA, M. F. V. da. Le profil des professionnels de l’information dans l’Etat de Santa Catarina, Brésil. In: RECHERCHES RÉCENTES EN SCIENCES DE L'INFORMATION: convergences et dynamiques. COLOQUE MICS-LERASS, 2002, Toulouse. Actes du Colloque... Paris: ADBS, 2002. p.281-298.

DAVENPORT, T.; PRUSAK, L. Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998. 316p.

GIL, A. C Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

GONÇALVES, J. A.; BORGES, R. A. A formação em Ciência da Informação: qualificação profissional e empregabilidade: o caso da Universidade Fernando Pessoa – Porto. In: FRÍAS-MONTOYA, J. A.; TRAVIESO RODRÍGUEZ, C. Formación, investigación y mercado laboral em información y documentación em España y Portugal. Salamanca: USAL, 2008. p.487-498

GUERREIRO, A. R. M. A importância da pesquisa bibliográfica na construção do conhecimento. Jornal Primeira Página, D-7, 2002. Disponível em: <http://www.cdcc.sc.usp.br/bibli/home/GUERREIRO2002Importancia.pdf>. Acesso em: 23 fev. 2013.

MACHADO, M.; BLATTMAMM, U. A biblioteca universitária e a sua relação com o projeto pedagógico de um curso de graduação. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Rio Grande (RS), v.25, n.1, p.9-20, 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/1993/1223>. Acesso em: 21 jan. 2013.

MASON, R. O. What is an information professional? Journal of Education for Library and Information Science, v.31, n.2, p.122-138, 1990. Disponível em:

<http://www.jstor.org/pss/40323396>. Acesso em: 9 fev. 2014.

RANIERI, N. B. S. Educação superior, direito e estado: na lei de Diretrizes e Bases (Lei n. 9.394/96). São Paulo: EDUSP, 2000.

RIBEIRO, R. M. A tecnologia da informação e comunicação (TIC): fator condicionante da inovação em bibliotecas universitárias. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas (SP), v.9, n.2, p.41-48, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/557/pdf_18>. Acesso em: 23 fev. 2013.

SÁNCHEZ, M. L. L.; MAESTRO, I. I.; CASADO, E. S. Análisis de la bibliografía recomendada en los planes de estudio de las diplomaturas en Biblioteconomía y Documentación y las licenciaturas en documentación de las universidades españolas. In: FRÍAS MONTOYA, J. A.; TRAVIESO RODRÍGUEZ, C. Formación, investigación y mercado laboral en información y documentación em España y Portugal. Salamanca: USAL, 2008. p.813-825

SANTOS, J. P. Reflexões sobre currículo e legislação na área da Biblioteconomia. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação Florianópolis, n.6, set. 1998.Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/viewFile/17/5035>. Acesso em: 23 abr. 2013.

SILVA, M. da; SCARLATTO, E. C. Violência em meio escolar no Brasil: uma alternativa formativa para professore e futuros professores. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v.4, n.3, p.1-10, 2009. Disponível em: <http://seer.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/2764/2500>. Acesso em: 21 jan. 2013.

TEIXEIRA, C.; ANDRADE, M. G. O uso da internet em bibliotecas universitárias: analisando o caso da Biblioteca Central da Universidade Federal do Maranhão. In: SEMINARIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITARIAS, 16., 2010, Rio de

Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ, 2010.

VALENTIM, M. L. P. O moderno profissional da informação: formação e perspectiva profissional. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n.9, jun. 2000. Disponível em: <http://www.encontrosbibli.ufsc.br>. Acesso em: 18 ago. 2013.

VAZ, F. A. L.; GUIMARÃES, P. E. O ensino em Ciências da Informação e da Documentação na Universidade de Évora. In: FRÍAS MONTOYA, J. A.; TRAVIESO RODRÍGUEZ, C. Formación, investigación y mercado laboral en información y documentación en España y Portugal. Salamanca: USAL, 2008. p.153-170

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.