Práticas de pesquisa de estudantes de Biblioteconomia e Arquivologia: uma abordagem sobre os aspectos afetivos envolvidos e a competência informacional
PDF

Palavras-chave

Competência Informacional
Curso de Biblioteconomia
Curso de Arquivologia
Ciência da Informação
Práticas de Pesquisa
Estudantes Universitários.

Como Citar

GONÇALVES, R. B.; GODINHO, N. B. Práticas de pesquisa de estudantes de Biblioteconomia e Arquivologia: uma abordagem sobre os aspectos afetivos envolvidos e a competência informacional. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 1, n. 1, p. 75–93, 2017. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/9. Acesso em: 3 jul. 2022.

Resumo

O presente texto constitui-se de um recorte de uma pesquisa mais ampla que teve por objetivo averiguar, utilizando-se o enfoque da competência informacional, como os estudantes universitários dos Cursos de Arquivologia e Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) efetuam suas buscas informacionais para pesquisas acadêmicas. A metodologia teve abordagem quanti-qualitativa e utilizou um questionário para coleta de dados cuja base foi o instrumento desenvolvido por Campello e Abreu (2005) e buscou incorporar estágios do modelo Information Search Process (ISP) de Kuhlthau (1996). Os resultados evidenciam que o ISP foi significativo para a análise dos aspectos afetivos envolvidos nas práticas de pesquisa dos sujeitos investigados e permitiram inferir que a clareza e atenção das orientações iniciais oferecidas pelo professor para a execução das tarefas de pesquisa podem influenciar em aspectos afetivos dos estudantes e no processo de realização de investigações acadêmicas.

PDF

Referências

ASSOCIATION OF COLLEGE RESEARCH LIBRARIES (ACRL). Normas sobre aptitudes para el acceso y uso de la información en la educación superior. Boletín de la Asociación Andaluza de Bibliotecarios, v.15, n.60, p.93-110, 2000. Disponível em: <http://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=113346>. Acesso em: 1 jul. 2014.

ASSOCIATION OF COLLEGE RESEARCH LIBRARIES (ACRL). Presidential Committee on Information Literacy: final report. Washington: ACRL, 1989. Disponível em: <http://www.ala.org/acrl/publications/whitepapers/presidential>. Acesso em: 1 jul. 2014.

BAWDEN, D. Revisión de los conceptos de alfabetización informacional y alfabetización digital. Anales de Documentación, n.5, p.361-408, 2002. Disponível em: <http://revistas.um.es/index.php/analesdoc/article/viewFile/2261/2251>. Acesso em: 1 jul. 2014.

BRUCE, C. S. Las siete caras de la alfabetización en información en la ensañanza superior. Anales de Documentación, n.6, p.289-294, 2003. Disponível em: <http://revistas.um.es/index.php/analesdoc/article/viewFile/3761/3661>. Acesso em: 1 jul. 2014.

CAMPELLO, B. S. Letramento informacional no Brasil: práticas educativas de bibliotecários em escolas de ensino básico. Belo Horizonte: UFMG, 2009. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Minas Gerais, 2012. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/ECID-7UUPJY>. Acesso em: 1 jul. 2014.

CAMPELLO, B. S.; ABREU, V. L. F. G. Competência informacional e formação do bibliotecário. Perspectivas em Ciência da Informação, v.10, n.2, p.178-93, jul./dez. 2005. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/viewFile/2/150>. Acesso em: 1 jul. 2014.

CAREGNATO, S. E. O desenvolvimento de habilidades informacionais: o papel das bibliotecas universitárias no contexto da informação digital em rede. Revista de Biblioteconomia e Comunicação, Porto Alegre, v.8, p.47-55, jan./dez. 2000. Disponível em: <http://eprints.rclis.org/11663/1/artigoRBC.pdf>. Acesso em: 1 jul. 2014.

CAVALCANTE, L. E. Políticas de formação para a competência informacional: o papel das universidades. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação: Nova Série, São Paulo, v.2, n.2, p.47-62, dez. 2006. Disponível em: <http://www.febab.org.br/rbbd/index.php/rbbd/article/viewFile/17/5>. Acesso em: 1 jul. 2014.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Editora SENAC, 2003. 426p.

DECLARAÇÃO de Maceió sobre a Competência em Informação. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 24., SEMINÁRIO COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO: CENÁRIOS E TENDÊNCIAS. Maceió, 2011. Disponível em: <http://www.cfb.org.br/UserFiles/File/Declaracao%20de%20Maceio%20sobre%20Competencia%20em%20Informacao.pdf>. Acesso em: 1 jul. 2014.

DUDZIAK, E. A. A information literacy e o papel educacional das bibliotecas. São Paulo: USP, 2001. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27143/tde-30112004-151029/pt-br.php>. Acesso em: 1 jul. 2014.

DUDZIAK, E. A. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v.32, n.1, p.23-35, jan./abr. 2003. Disponível em: <http://revista.ibict.br/cienciadainformacao/index.php/ciinf/article/view/123/104>. Acesso em: 1 jul. 2014.

DUDZIAK, E. A. (2008). Os faróis da Sociedade de Informação: uma análise crítica sobre a situação da competência em informação no Brasil. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.18, n.2, p.41-53, maio/ago. 2008. Disponível em: <http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/1704/2109>. Acesso em: 1 jul. 2014.

FIALHO, J. F. A cultura informacional e a formação do jovem pesquisador brasileiro. Belo Horizonte: UFMG, 2009. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Escola de Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/ECID-7VYQNZ>. Acesso em: 1 jul. 2014.

FIALHO, J. F. (2010). Ações, pensamentos, sentimentos e estratégias no processo de pesquisa acadêmica. Em Questão, Porto Alegre, v.16, n.2, p.165-178, jul./dez. 2010. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/15312/10438>. Acesso em: 1 jul. 2014.

GASQUE, K. C. G. D. Letramento informacional. Brasília: Editora FCI/UnB, 2012. 175p. [E-Book] Disponível em: <http://leunb.bce.unb.br/bitstream/handle/123456789/22/Letramento_Informacional.pdf?sequence=3>. Acesso em: 1 jul. 2014.

HATSCHBACH, M. H. de L. Information literacy: aspectos conceituais e iniciativas em ambiente digital para o estudante de nível superior. Rio de Janeiro: UFRJ, 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

INTERNATIONAL FEDERATION OF LIBRARY ASSOCIATIONS AND INSTITUTIONS (IFLA). (2005). Declaração de Alexandria sobre competência informacional e aprendizado ao longo da vida. 2005. Disponível em: <http://archive.ifla.org/III/wsis/BeaconInfSoc-pt.html>. Acesso em: 1 jul. 2014.

INTERNATIONAL FEDERATION OF LIBRARY ASSOCIATIONS AND INSTITUTIONS (IFLA). (2012). Information Literacy Section. Disponível em: <http://www.ifla.org/en/information-literacy>. Acesso em: 1 jul. 2014.

KUHLTHAU, C. C. Research interests. 2012. Disponível em: <http://comminfo.rutgers.edu/~kuhlthau/research_interests.htm>. Acesso em: 1 jul. 2014.

LE COADIC, Y.-F. (1996). A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 1996. 124p.

PEREIRA, R. Aplicação da competência em informação no contexto escolar: uma experiência no Colégio Militar em Campo Grande - MS. Marília (SP): Unesp, 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Estadual Paulista ‘Júlio de Mesquita Filho’ (Unesp), Marília, 2010. Disponível em: <http://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/bma/33004110043P4/2010/pereira_r_me_mar.pdf>. Acesso em: 1 jul. 2014.

RAMÍREZ ACEVES, M. La archivística: ciência o técnica?. In: RENDÓN ROJAS, M. A. (Coord.). Bibliotecología, Archivística, Documentación: intradisciplina, interdisciplina o transdisciplinariedade. México: UNAM/CUIB, 2011. 86p.; p.38-49 Disponível em: <http://libros.metabiblioteca.org/bitstream/001/380/8/978-607-02-0749-5.pdf>. Acesso em: 1 jul. 2014.

SANTOS, T. F. Competência informacional no ensino superior: um estudo de discentes de graduação em Biblioteconomia no estado de Goiás. Brasília: UnB, 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Brasília, Brasília, 2011. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/8906/1/2011_ThalitaFrancodosSantos.pdf>. Acesso em: 1 jul. 2014.

SILVA, R. de C. P. da; SCHIAVON, C. G. B.; SANTOS, S. O. dos. Programa de acompanhamento discente do curso de Arquivologia da FURG: estudos e reflexões pertinentes à consolidação e aprimoramento do ensino de Arquivologia na FURG. Biblos, Rio Grande (RS), v.1, n.1, p.31-46, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1566/704>. Acesso em: 1 jul. 2014.

SILVEIRA, J. P. B. da; GONÇALVES, R. B. (2009). Perfil dos egressos do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio Grande (1998-2007). Biblos, Rio Grande (RS), v.23, n.2, p.127-135, 2009. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1311/595>. Acesso em: 1 jul. 2014.

SOUSA, M. M. (2009). A biblioteca universitária como ambiente de aprendizagem no ensino superior: desafios e perspectivas. São Paulo: USP, 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-20102009-153956/pt-br.php>. Acesso em: 1 jul. 2014.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.