Mediação cultural na biblioteca pública para a cultura de paz e integração social

Autores

  • Alessandro Rasteli Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Rosângela Formentini Caldas Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Palavras-chave:

Mediação Cultural, Biblioteca Pública, Diversidade Cultural, Multiculturalismo, Apropriação Cultural, Agenda 2030.

Resumo

Neste contemporâneo, o papel das bibliotecas se amplia quando colocado sob a perspectiva da cultura, pois um dos entendimentos de sua força motriz está em seu direcionamento para a melhoria das condições sociais, como na criação de tolerâncias multiculturais e de integração social. Objetiva-se contribuir com reflexões sobre os atos de apropriação cultural como ação opositora a reprodução ou consumo de discursos, mas sim de atuações e participações que criam e recriam a cultura e seus significados em direção à cultura de paz. Trata-se de pesquisa de natureza qualitativa, de caráter bibliográfico, estabelecendo reflexões envolvendo autores que destacam a mediação cultural como condição de instrumento do desenvolvimento humano e de construção de sentidos. Ao discutir as possibilidades de atuação da biblioteca pública, aponta-se para o seu potencial transformador ao representar um espaço de encontro, de diálogo e criação em meio a diversidade cultural, diversificando o modo de produção e apropriação de elementos culturais. Ressalta-se a responsabilidade da biblioteca pública em relação ao desenvolvimento das metas da Agenda 2030 para a igualdade de gênero, revertendo-se em instituição para a paz e justiça social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandro Rasteli, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Bibliotecário. Especialista. Mestre em Ciência da Informação. Doutorando em Ciência da Informação.

Rosângela Formentini Caldas, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Professora doutora do Departamento de Ciência da Informação e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.

Referências

ALMEIDA, M. A. Cultura & informação: perspectivas para a formação e a atuação do profissional da Ciência da Informação. In: CASTRO FILHO, C. M. (Org.). Olhares sobre a atuação do profissional da informação. São Paulo: Todas as Musas, 2013.

BALLENGEE-MORRIS, C.; DANIEL, V. A. H.; STUHR, P. Questões de diversidade na educação e cultura visual: comunidade, justiça social e pós-colonialismo. In: BARBOSA, A. M. (Org.). Arte/educação contemporânea: consonâncias internacionais. 3.ed. São Paulo: Cortez, 2010.

BARROS, M. H. T. C. de. Disseminação da informação: entre a teoria e a prática. Marília: [s.n.t.], 2003.

CANEN, A.; CANEN, A. G. Rompendo fronteiras curriculares: o multiculturalismo na educação e outros campos do saber. Currículo sem Fronteiras, v.5, n.2, p.40-49, jul./dez. 2005. Disponível em: <http://www.curriculosemfronteiras.org/vol5iss2articles/canen.pdf>. Acesso: em: 24 maio 2017.

CASTRO, D. B. Multiculturalismo no Canadá: a biblioteca pública canadense frente a diversidade cultural. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, 2012. Disponível em:

<http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/54260?locale-attribute=es>.

Acesso em: 12 jun. 2017.

COELHO NETTO, J. T. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. 2.ed. São Paulo: Iluminuras, 2012.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara,1989.

IFLA/UNESCO. Manifiesto IFLA por la Biblioteca multicultural: la biblioteca multicultural: portal de acceso a una sociedad de culturas diversas en diálogo. 2008. Disponível em: <http://archive.ifla.org/VII/s32/pub/MulticulturalLibraryManifestoes.pdf>. Acesso em: 22 maio 2017.

JARAMILLO, O. Bibliotecas públicas en Colombia: territorio de paz. El Profesional de la Información, Barcelona, v.25, n.5, p.815-821. Disponível em: <http://www.elprofesionaldelainformacion.com/contenidos/2016/sep/12.pdf>. Acesso em: 25 maio 2017.

LESSA; B.; GOMES, H. F. A biblioteca pública como um empório de ideias: evidências do seu lugar na sociedade contemporânea. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.27, n.1, p.35-46, jan./abr. 2017. Disponível em: <http://www.ies.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/30765/17410>. Acesso em: 23 maio 2017.

LIMA, C. B.; PERROTTI, E. Bibliotecário: um mediador cultural para a apropriação cultural. Informação @ Profissões, Londrina (PR), v.5, n.2, p.161-180, jul./dez. 2016. Disponível em: http://www.brapci.ufpr.br/brapci/v/a/22785. Acesso em: 23 jun. 2017.

OLIVEIRA, E.; SOUZA, M. L. Multiculturalismo, diversidade cultural e direito coletivo na ordem contemporânea. Cadernos da Escola de Direito e Relações Internacionais, Curitiba, v.1, n.15, p.121-139, 2011. Disponível em: <http://apps.unibrasil.com.br/revista/index.php/direito/article/viewFile/806/69>. Acesso em: 11 jun. 2017.

OLIVEIRA, A.; GALEGO, C. A mediação sociocultural: um puzzle em construção. Lisboa: ACIDI, 2005.

PERROTTI, E. Infoeducação: um passo além científico-profissional. Informação @ Profissões, Londrina (PR), v.5, n.2, p.4 -31, jul./dez. 2016. Disponível em:

<http://www.brapci.ufpr.br/brapci/index.php/article/download/50669>. Acesso em: 18 jun. 2017.

THOMPSON, J. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

Downloads

Publicado

18-01-2018

Como Citar

RASTELI, A.; CALDAS, R. F. Mediação cultural na biblioteca pública para a cultura de paz e integração social. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Cristovão, v. 4, n. 2, p. 44–57, 2018. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/66. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Revisão