A gestão do conhecimento aplicada à formação universitária

Autores

Palavras-chave:

Construção de Conhecimento, Gestão do Conhecimento, Educação Universitária, Formação Universitária.

Resumo

Ao refletir sobre a formação universitária no contexto atual, se propõe que a gestão do conhecimento, que visa ampliar o compartilhamento e uso do conhecimento, pode contribuir para a ação docente nesta formação. Assim, o objetivo desta pesquisa centra na análise de modelos e práticas de gestão do conhecimento aplicados à construção e compartilhamento de conhecimento inter-relacionando com a ação docente e justifica-se na necessidade de superar a reprodução em prol da construção de novos conhecimentos. No que diz respeito aos procedimentos metodológicos, foi utilizado o método ‘Análise de Conteúdo’ em entrevistas realizadas com docentes da Universidade Federal de Goiás, que compôs o universo e a população alvo, respectivamente, desta pesquisa. A partir da análise dos dados, foi possível concluir que a maioria dos docentes pesquisados, tinha consciência de suas funções para a formação do discente, bem como buscava a melhoria contínua desta atividade docente. Contudo, encontravam barreiras principalmente devido a cultura organizacional não estar pautada no compartilhamento de conhecimento de modo institucionalizado, dependendo apenas dos próprios interesses individuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arielle Lopes Almeida, Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO)

Graduada em Biblioteconomia pela UFG e Mestre em Ciencia da Informação pela UNESP

Ieda Pelógia Martins Damian, Universidade Estadual Paulista (Unesp) Universidade de São Paulo (USP-Ribeirão Preto)

Docente da Universidade de São Paulo no curso de graduação em Ciência da Informação e Documentação do Departamento de Educação, Comunicação e Informação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - FFCLRP/USP. Docente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação na Unesp - Marília - SP. Possui graduação em Analise de Sistemas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1994), mestrado em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP (2009), doutorado em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP (2012). Áreas de concentração: gestão da informação e do conhecimento, serviços de referência e informação, redes de informação, base de dados, administração de varejo, sistemas de informação, comércio e governo eletrônico

Marta Lígia Pomim Valentim, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Professora Titular da Universidade Estadual Paulista (Unesp), 2018. Pós-Doutorado pela Universidad de Salamanca (USAL), Espanha, 2012. Livre Docente em Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional pela Unesp, 2009. Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), 2001.

Referências

ANASTASIOU, L. G. C. Processos de ensinagem na universidade. Joinville, SC: UNIVILLE, 2003. 144p.

ANASTASIOU, L. G. C. Docência na educação superior. In: RISTOFF, D.; SEVEGNANI, P. (Org.).

Docência na educação superior. Brasília: Inep, 2006. p.147-171.

BUARQUE, C. A universidade numa encruzilhada. In: A UNIVERSIDADE na encruzilhada seminário universidade: por que e como reformar? Brasília: Unesco, 2003. p.23-65.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Editora SENAC, 2003. 425p.

CUNHA, M. I. da. Pesquisas e qualidade no ensino: aprendizagens e possibilidades na educação superior. In: ENGERS, M. E. A.; MAROSINI, M. C. (Org.). Pedagogia universitária e aprendizagem. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007. p.167-177.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial. Rio de Janeiro: Campus, 1998. 237p.

DERR, R. L. A conceptual analysis of information need. Information Processing and Management, v.19, n.5, p.273-278, 1983.

LEITE, F. C. L.; COSTA, S. M. S. Gestão do conhecimento científico: proposta de um modelo conceitual com base em processos de comunicação científica. Ciência da Informação, Brasília, v.36, n.1, p.92-107, jan./abr. 2007. Disponível em:

<http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1189/1359>. Acesso em: 30 dez. 2017.

MORESI, E. A. D. Gestão da informação e do conhecimento. In: TARAPANOFF, K. (Org.). Inteligência organizacional e competitiva. Brasília: Editora UnB, 2001. p.111-142.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. 7. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez, 2002. v.1. 279p.

SCHEIN, E. H. Cultura organizacional e liderança. São Paulo: Atlas, 2009. 413p.

SEVERINO, A. J. Ensino e pesquisa na docência universitária: caminhos para a integração. São Paulo: EDUSP, 2008. 39p.

TERRA, J. C. C. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. 315p.

VALENTIM, M. L. G. P. Inteligência competitiva em organizações: dado, informação e conhecimento. DataGramaZero, v.3, n.4, p.A02-0, 2002. Disponível em:

<http://www.brapci.inf.br/index.php/article/view/0000001053/6a50751d6d811772f23ef7d e3623bcd2>. Acesso em: 30 dez. 2017.

. A construção de conhecimento em organizações (1). Londrina: InfoHome, 2003. Disponível em: <http://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=75>. Acesso em: 13 ago. 2017.

. Gestão da informação e gestão do conhecimento: especificidades e convergências. Londrina: InfoHome, 2004. Disponível em: <http://www.ofaj.com.br/ colunas_conteudo.php? cod=88>. Acesso em: 6 jul. 2016.

WIIG, K. M. Knowledge management: Where did it come from and where will it go? Expert Systems with Applications, v.13, n.1, p.1-14, jul. 1997.

Downloads

Publicado

28-04-2019

Como Citar

ALMEIDA, A. L.; DAMIAN, I. P. M.; VALENTIM, M. L. P. A gestão do conhecimento aplicada à formação universitária. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, São Paulo, v. 6, p. 77–90, 2019. Disponível em: https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/138. Acesso em: 12 jun. 2024.