Gestão da informação nas organizações e a atuação do profissional da informação
PDF

Palavras-chave

Gestão da Informação
Profissional da Informação
Ciência da Informação
Organizações.

Como Citar

Barboza, E. L. (2019). Gestão da informação nas organizações e a atuação do profissional da informação. Revista Brasileira De Educação Em Ciência Da Informação, 6, 91-101. Recuperado de https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/103

Resumo

A informação está consolidada como um insumo indispensável para as ações e decisões de indivíduos e organizações. Diante desta realidade, o presente texto discute a informação relacionada ao aspecto organizacional, descrevendo a Gestão da Informação e suas etapas, e o desempenho do profissional da informação nesse contexto, contribuindo para a melhoria das atividades organizacionais. Para tanto, utilizou-se a metodologia bibliográfica para, por meio de discussão teórica, subsidiar as inferências no que se refere ao tema de estudo. Os resultados apontam para uma correlação entre as características do profissional e os requisitos da gestão da informação, sendo possível sua atuação nestes processos.

PDF

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, O. F. de. Mercado de trabalho. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v.18, n.1/2, p.62-77, 1985.

ALMEIDA JÚNIOR, O. F. de. Profissional da informação: entre o espírito e a produção. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim (Org.). Profissionais da informação: formação, perfil e atuação profissional. São Paulo: Polis, 2000. p.31-51.

BARRETO, A. A. A condição da informação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v.16, n.3, p.67-74, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/spp/v16n3/13563.pdf>. Acesso em: 5 jul. 2018.

BEUREN, I. M. Gerenciamento da Informação: um recurso estratégico no processo de gestão empresarial. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2000.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.12, n.1, p.148-207, jan./abr. 2007. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/54/47>. Acesso em: 5 jul. 2018.

CAVALCANTI, E. P. A informação na administração estratégica. Estudos Avançados em Administração, João Pessoa, v.4, n.2, p.539-545, 1996.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Editora SENAC, 2003.

DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998.

FACHIN, O. Fundamentos de metodologia. 4.ed. São Paulo: Saraiva, 2003. 195p.

FAIRER-WESSELS, F. A. Information management education: towards a holistic perspective. The South African Journal of Libraries and Information Science, Pretória, v.65, n.2, p.93-102, 1997. Disponível em: <http://sajlis.journals.ac.za/pub/article/view/1479/1377>. Acesso em: 5 jul. 2018.

FERREIRA, D. T. Profissional da informação e gestão do conhecimento: perfil de habilidades demandadas por empresas de recrutamento e seleção de recursos humanos. In: SOUTO, Leonardo Fernandes (Org.). O profissional da informação em tempos de mudanças. Campinas (SP): Alínea, 2005. p.13-27.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: Universidade Estadual do Ceará, 2002.

GUIMARÃES, J. A. C. Profissional da informação: desafios e perspectivas para sua formação. In: BAPTISTA, Sofia Galvão; MUELLER, Suzana Pinheiro Machado (Orgs.). Profissional da informação: o espaço de trabalho. Brasília: Thesaurus, 2004. p.87-104.

MCGARRY, K. O contexto dinâmico da informação: uma análise introdutória. Brasília: Briquet de Lemos, 1999.

REZENDE, D. A.; ABREU, A. F. Tecnologia da informação aplicada a sistemas de informação empresariais: o papel estratégico da informação e dos sistemas de informação nas empresas. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2003.

SANTOS, J. P. Atuação e perspectivas profissionais para o profissional da informação. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim (Org.). Profissionais da informação: formação, perfil e atuação profissional. São Paulo: Polis, 2000. p.107-117.

SOUTO, L. F. Biblioteconomia em reflexão: cenários, práticas e perspectivas. In: SOUTO, Leonardo Fernandes (Org.). O profissional da informação em tempos de mudanças. Campinas, SP: Alínea, 2005. p.29-53.

TARAPANOFF, K. (Org.). Análise da informação para tomada de decisão: desafios e soluções. Curitiba: InterSaberes, 2015. 365p.

TARAPANOFF, K. Referencial teórico: introdução. In: TARAPANOFF, Kira (Org.). Inteligência organizacional e competitiva. Brasília: Editora UnB, 2001. p.33-49.

TEIXEIRA, T. M. C.; VALENTIM, M. L. P. Inteligência competitiva organizacional: um estudo teórico. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v.6, N. Especial, p.3-15, jan. 2016. Disponível em: <http://www.periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/27392/14768>. Acesso em: 5 jul. 2018.

VALENTIM, M. L. P. Atuação e perspectivas profissionais para o profissional da informação. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim (Org.). Profissionais da informação: formação, perfil e atuação profissional. São Paulo: Polis, 2000. p.135-152.

________. Formação: competências e habilidades do profissional da informação. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim (Org.). Formação do profissional da informação. São Paulo: Polis, 2002. p.117-132.

________. Inteligência competitiva em organizações: dado, informação e conhecimento. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v.3, n.4, ago. 2002. Disponível em: <http://www.brapci.inf.br/index.php/article/download/7468>. Acesso em: 5 jul. 2018.

A ABECIN detém os direitos autorais dos trabalhos que publica, adotando as licenças do Creative Commons, exceto quando houver indicação específica de outros detentores de direitos autorais. Em caso de dúvidas, solicitamos consultar o Editor da REBECIN. Por meio dessa licença, o(s) autor(es) tem/têm a liberdade de compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra, sob as seguintes condições:

a) atribuição — você deve creditar a obra da forma especificada pelo(s) autor(es) ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

b) uso não-comercial — você não pode usar esta obra para fins comerciais.

c) vedada à criação de obras derivadas — você não pode alterar, transformar ou criar em cima desta obra.

Evidencia-se que:

a) renúncia — qualquer das condições acima pode ser renunciada se obtiver permissão do titular dos direitos autorais.

b) domínio público — onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.

c) outros direitos — os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:

- Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;

- Os direitos morais do(s) autor(es);

- Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.

O(s) autor(es) submeteu(ram) a declaração de responsabilidade e transferência de direito autoral à REBECIN. Para tanto, faça o download do modelo da declaração acessando a URL: https://portal.abecin.org.br/rebecin/

Obs.: Após ler e assinar envie o arquivo digitalizado junto com a submissão.